Desenvolvimento de metodologia de avaliação de egressos de um programa de mestrado em Pesquisa Clínica

Tamiris Mariani Pereira Desiderio, Ana Silvia Sartori Barraviera Seabra Ferreira, Carlos Antonio Caramori
2019 Revista de Saúde Digital e Tecnologias Educacionais  
Introdução: A pós-graduação na modalidade profissional vem ganhando espaço em todas instituições mundiais1 e representa um divisor de águas entre o modelo acadêmico tradicional e as necessidades mais recentes do sistema de inovação científica, tecnológica e setor produtivo. Com isso, passa a ter uma crescente procura por ingressantes que já atuam no mercado de trabalho2. O êxito do egresso, seja medido por inserção em instituições, empregabilidade e salários ou outras variáveis, é de grande
more » ... is, é de grande utilidade para que os programas possam aprimorar suas metodologias e também conhecer mais sobre a área em que estão atuando. O curso avaliado neste trabalho objetiva formar alunos que atuem no desenvolvimento de pesquisa de ponta na área da saúde, portanto o questionário aqui desenvolvido e avaliado será de suma importância para a transformação do aluno em protagonista da melhoria da qualidade da ciência e da pesquisa. Instituições governamentais como a CAPES – Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior destacam a importância da avaliação de cursos com foco na opinião do aluno e as instituições de ensino estão cada dia mais direcionando esforços para a verificação da qualidade de seus cursos e do conhecimento gerado em sala de aula. Objetivou-se, assim, elaborar um sistema de avaliação do perfil e êxito dos egressos do Programa de Mestrado em Pesquisa Clínica – FMB/CEVAP contribuindo para sua melhoria, atendendo às necessidades da Unesp e órgãos governamentais como a CAPES3. Métodos: Diante desta realidade foram feitas adaptações em um instrumento de avaliação de egressos que foi submetido à metodologia DELPHI4 por meio de consulta a dois grupos de peritos da área de Pesquisa Clínica que foram selecionados por meio de listas de pesquisadores que atendiam critérios como: obtenção de publicações na área de Pesquisa Clínica, vínculo institucional com estabelecimentos de pesquisa, participação em projetos na área de Pesquisa Clínica. Após a aplicação nos grupos de peritos foi realizada a etapa de aplicação no grupo piloto que foi composto por alunos egressos e alunos que estavam finalizando o curso. Os participantes do grupo de peritos analisaram as questões do instrumento utilizando a escala LIKERT5 que possibilita a avaliação de forma rápida e igualitária. Resultados e discussão: O índice de concordância das respostas apresentadas foi significativo, mesmo com a presença de sugestões de melhorias dos peritos que apontaram ajustes estruturais a ferramenta ou inclusão de detalhes como benefícios não financeiros. Trabalhos da mesma categoria possuem índices de consenso entre os juízes que variam entre 50% a 80%4 e este trabalho teve um índice de 93,33%, apresentando alta concordância entre os especialistas em comparação com a literatura existente. O grupo piloto participou da pesquisa e não fez sugestões de alteração das questões. Conclusão: Após a análise estatística das respostas e consequente verificação da concordância dos mesmos sobre o instrumento, o questionário foi considerado apto para utilização junto ao público alvo e houve a disponibilização da plataforma online que será empregada como ferramenta de feedback do curso avaliado, trazendo importantes indicadores para a gestão do curso.
doi:10.36517/resdite.v4.n2.2019.res2 fatcat:jfbqlntdbng43dtw46cwen652q