Um Walkie-Talkie na encruzilhada das águas: traduzir e cantar a Poesia Xamânica Marubo

Guilherme Gontijo Flores
2019 Cadernos de Tradução  
O presente ensaio buscar relatar a experiência de traduzir dois cantos xamânicos Marubo para performance vocal a partir do trabalho de Pedro Cesarino, tanto na etnografia como na tradução poética. Para tanto, o texto se desdobra em um relato de percurso e em algumas ponderações teóricas sobre os problemas de traduzir uma poética xamânica ameríndiaem português, com seus dilemas éticos e poéticos.
doi:10.5007/2175-7968.2019v39nespp171 fatcat:6dfsqm4mjvdqbptdgn3l4p7nhy