Component-Based Development of Process Simulation Models
Modelos de Simulação de Processos por Junção de Componentes

Manuel Almeida, José Pereira
2015 Atas da 15ª Conferência da Associação Portuguesa de Sistemas de Informação   unpublished
Resumo Com este artigo pretende-se abordar o papel que um repositório de componentes de simulação previamente desenvolvidos pode desempenhar em projetos de simulação de processos de negócio. Recorrendo aos conhecidos padrões workflow (workflow Patterns), resultantes da identificação de situações recorrentemente encontradas em modelos de processos organizacionais, e utilizando mecanismos específicos de componentização disponíveis em algumas ferramentas de simulação, constroem-se componentes a
more » ... se componentes a (re)utilizar no desenvolvimento de modelos de simulação. Como exemplo, usou-se um processo de negócio -"Reclamação de Encomendas de Clientes" -em vigor numa empresa do sector têxtil, em que um dos autores colabora. Palavras-chave: Processos de Negócio, Modelos de Processos, Desenvolvimento por Junção de Componentes, Simulação Abstract With this paper we intend to explore the contribution of previously developed simulation components in the implementation of business processes simulation projects. Using the widely known workflow patterns (from Van der Aalst), which are basically derived from the recurrent situations found in business process models, and using specific componentisation mechanisms available in some simulation tools, we develop simulation components which are stored in a repository and then (re)used in the development of process simulation models. As an example, we have simulated a business process -"Customer Orders Claims" -in use at a company in the textile sector, in which one of the authors collaborate. INTRODUÇÃO As organizações, perante um ambiente complexo e cada vez mais competitivo à escala global, necessitam de se adaptar rapidamente às mudanças que ocorrem à sua volta. É, pois, importante que estas sejam dotadas de mecanismos que permitam uma adaptação contínua às exigências a que estão sujeitas. Contudo, as mudanças organizacionais apresentam sempre riscos, devido ao impacto que estas têm nos processos organizacionais estabelecidos e, de uma forma geral, nos vários componentes da organização, sendo que muitos esforços de reengenharia ou reformulação de processos acabam por falhar quando são levados à prática [Gregoriades et al. 2008 ].
doi:10.18803/capsi.v15.177-190 fatcat:hz3awddy2fa2znheeuei77pvka