Épocas De aplicação de dessecantes na cultura da soja: qualidade fisiológica de sementes

Luiz Henrique Marcandalli, Edson Lazarini, Igor Cruz Malaspina
2011 Revista Brasileira de Sementes  
O presente trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de diferentes dessecantes aplicados em diferentes estádios reprodutivos na qualidade fisiológica de sementes de soja. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com quatro repetições. Os tratamentos foram dispostos em um esquema fatorial, sendo que para a cultivar MSOY 6101, de ciclo super precoce, utilizou-se 3x3x5x2, dois dessecantes (glifosato e paraquat) e uma testemunha (sem dessecação), três
more » ... ação), três estádios fenológicos (R6, R7 e R8), cinco épocas de amostragem (2, 4, 6, 8 e 10 dias após aplicação) e duas posições de avaliação na planta (ápice e base). Para a cultivar MG/BR 46 (Conquista) de ciclo precoce, utilizou-se 3x2x5x2, sendo nesse caso somente dois estádios fenológicos (R7 e R8). Diante dos resultados obtidos pode-se concluir que o glifosato influencia negativamente a qualidade fisiológica de sementes, principalmente, quando avaliada por meio do teste de comprimento de raiz. O herbicida paraquat não altera a qualidade fisiológica das sementes. As sementes obtidas com aplicação de dessecantes no estádio R6 são de qualidade fisiológica inferior às obtidas com aplicação nos estádios R7 e R8.
doi:10.1590/s0101-31222011000200006 fatcat:q5dx6duvdrevjf6mtghmeivwle