O CONCEITO ATUAL DOS REFERENCIAIS USADOS EM GEODÉSIA

Denizar Blitzkow, Ana Cristina Oliveira Cancoro de Matos, Gabriel do Nascimento Guimarães, Sônia Maria Alves Costa
2012 Revista Brasileira de Cartografia  
A Era Espacial permitiu desenvolver tecnologias e metodologias de observação que levaram ao estudo de fenômenos até então impossível de ser realizado. Pode-se citar o deslocamento das placas litosféricas, as marés terrestres e oceânicas, os movimentos do eixo de rotação da Terra, as variações da velocidade de rotação da mesma, o movimento dos satélites artificiais, etc. A qualificação e a quantificação destes fenômenos exigem o estabelecimento de referenciais adequados. Após anos de estudo e
more » ... anos de estudo e análise concluiu-se que dois referenciais seriam suficientes para quantificar todos os fenômenos relacionados com os interesses da Geodesia, da Geofísica, da engenharia e da geodinâmica: o referencial terrestre e o referencial celeste. A conceituação, a definição e a realização dos referenciais constituem as etapas naturais para o seu estabelecimento e a sua manutenção. Através de observações espaciais, seja a corpos celestes seja aos satélites artificiais, os referenciais são materializados. O presente trabalho apresenta uma descrição geral da evolução dos referenciais na era moderna, de seu estabelecimento e de sua manutenção, função atribuída atualmente ao IERS.
doaj:e71e1a769b9b43859ec486af84d9389f fatcat:fqtxybtpq5darpx57svlfhhqxy