II CONGRESSO DE CIÊNCIAS FARMACÊUTICAS DO BRASIL CENTRAL DESENVOLVIMENTO DE NANOPARTICULAS LIPÍDICAS SÓLIDAS PARA APLICAÇÃO TRANSDÉRMICA DE FÁRMACOS RESUMO

Najla Estevesª, Lígia Andradeª, Rayane Dos, Santosª Luís, A Silvaª, Ricardo Marretoª, Eliana Limaª, Stephânia Taveiraª
2015 European Journal of Pharmaceutics and Biopharmaceutics   unpublished
Introdução e objetivos: A administração transdérmica de fármacos é muito vantajosa, pois evita o efeito de primeira passagem e é uma via não invasiva e indolor. Porém, a permeação de fármacos na pele é um desafio. O desenvolvimento de nanopartículas lipídicas sólidas (NLS) pode ser uma alternativa para administração transdérmica. Estes sistemas favorecem a interação com o estrato córneo e podem acumular nos anexos cutâneos, liberando o fármaco para as camadas mais profundas da pele. Sendo
more » ... a pele. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver NLS para administração transdérmica. Metodologia: As nanopartículas foram obtidas pelo método da microemulsão. 1 Foram produzidos NLS com ácido esteárico e 1,25% dos tensoativos Plurol ® e Transcutol HP ® , em duas proporções (de 2:1 e 4:1, denominadas NLS 2:1 e 4:1). As NLS foram caracterizadas quanto ao diâmetro médio, índice de polidispersão (PdI) (Zetasizer ® Nano S) e potencial zeta (Zeta Plus ®). Resultados e discussões: Na análise do tamanho das NLS 2:1 por espalhamento dinâmico da luz, o tamanho das partículas obtidos pelo método cumulativo e multimodal não apresentaram correlação, provavelmente devido a sedimentação das partículas durante a análise. Apesar do sistema apresentar partículas de tamanho nanométrico, a precipitação demonstra a instabilidade física do sistema. As NLS 4:1 apresentaram diâmetro médio de 128,2nm (±12,76), PdI de 0,223 (± 0,064) e potencial zeta de-26,1mV (± 4,36). Possivelmente, o filme interfacial foi responsável pela boa estabilidade física do sistema. Mais estudos são necessários para avaliar se o sistema possibilita a encapsulação de fármacos em quantidades suficientes para administração transdérmica. Conclusões: NLS produzidas com proporção 4:1 apresentaram-se de tamanho nanométrico e estáveis durante a análise, podendo ser sistemas promissores para administração transdérmica de fármacos. Agradecimentos: CAPES; FAPEG e CPNQ. Palavras-Chave: Nanopartículas Lipídicas Sólidas; Caracterização; Aplicação transdérmica. 1SOUZA, L. G.; SILVA, E. J.; MARTINS, A. L. L.; MOTA, M. F.; BRAGA, R. C.; LIMA, E. M.; VALADARES, M. C.; TAVEIRA, S. F.; MARRETO, R. N. Development of topotecan loaded lipid nanoparticles for chemical stabilization and prolonged release.
fatcat:sgpu25dbo5gvrmzcbluy77cjyy