Conforto térmico e eficiência energética em hotéis econômicos [thesis]

Anarrita Bueno Buoro
Contei como apoio e colaboração de diversas pessoas e instituições, a quem gostaria de expressar meu sincero reconhecimento: À minha orientadora, Professora Dra. Márcia Peinado Alucci, por todo ensinamento, valiosa orientação, dedicação e também amizade. Ao meu co-orientador, Professor Dr. Fulvio Vitorino, por me introduzir a paixão pelos sistemas de ar condicionado, e pelas valiosas contribuições em todo trabalho, especialmente durante a realização das medições. À Professora Dra. Joana
more » ... Dra. Joana Gonçalves, pelas importantes conversas, e colocações durante todo mestrado. À Professora Dra. Denise Duarte, pelas importantes colocações durante a banca de qualificação. Ao Professor Dr. Alberto Hernandez Neto, pelas inúmeras aulas e atendimentos sobre os sistemas de ar condicionado, pelo curso de simulação do Energy Plus, e pelas importantes colocações durante a banca de qualificação. À Professora Dra. Anésia Frota, pelo empréstimo de alguns dos equipamentos utilizados nas medições, sua disponibilidade e interesse nos resultados, assim como pelo espaço de sua casa que foi ocupado para o abrigo de alguns destes equipamentos. Aos Professores do LABAUT, Roberta Kronka e Fernando Cremonesi, por compartilhar o conhecimento e amizade. Ao Engenheiro Carlos Martins, por todo o tempo disponível dedicado que me introduziu no setor hoteleiro, e nos hotéis da rede Accor. Aos professores das disciplinas cursadas, Dr. Arlindo Tribess, Dra. Brenda | IX Leite pelo incentivo e dedicação. À arquiteta Carolina Gaspar Leite, irmã de coração e companheira de pesquisa, pela amizade e apoio durante todo o mestrado e cujo incentivo foi fundamental durante muitos momentos. Aos arquitetos e amigos do LABAUT que participaram diretamente com valiosas contribuições para este trabalho: Pela disponibilidade e atenção dos amigos para pernoitar durante o período de medição no Hotel, mesmo com as restrições impostas pela pesquisa, que não as deixou desfrutar de tanta liberdade durante a estada: Bruna Luz, Sahra Luz, Anelise Steiner e Elielma Luiza da Silva. Às secretárias do Departamento de Tecnologia da FAU/USP, em especial Silvana Marques, Liliana Alves e Maria Lúcia Vieira, pela constante simpatia e disposição; e aos assistentes do LABAUT, Alessandra Vialogo, Luiz Alberto Pignatari e Carlos Bayer. À Eliana Athie, Bia Costa, Norberto Moura e Alessandra Prata pelas valiosas contribuições na revisão de texto. À Beth Kok e Esperanza Sobral, do Estúdio Girassol, pela dedicação e auxílio na formatação e capa. Aos professores do CECACE III/FUPAM, que me introduziram de volta à academia, e despertaram o interesse inicial para esta nova etapa de pesquisa. Ao Senhor Airton Dantas e Cleison Freitas, gerentes do Hotel -estudo de caso, por todo apoio e interesse durante a pesquisa de campo no Hotel. E também ao responsável pela manutenção, Airton, pelo seu apoio e dedicação. A toda minha família, em especial minha mãe Anamélia Buoro, irmãos Andréa Bueno Buoro e Álvaro Bueno Buoro pelas revisões e discussões sobre o trabalho. À família Spalding, em especial ao Fernando Spalding, Eduardo Spalding, pelas ricas discussões sobre o trabalho. E também Eduardo Sergio Spalding pelo tratamento de algumas imagens do texto. X | Ao meu pai, Alvaro Buoro e minha sogra, Carmen Spalding, pelo apoio indireto, especialmente com o Tales. A Fernando, pelo apoio incondicional em todos os momentos, pelo amor e companherismo. Ao Tales, por saber lidar com a minha ausência em muitos momentos deste percurso e presentear-me com seu amor. Ao "bebezinho" que conviveu intensamente com todas as minhas emoções na etapa final deste trabalho, e espera pacientemente a sua hora para vir ao mundo. À NCEUB (The Network of Comfort and Energy Use in Building) e à LMU (London Metropolitan University), pelo apoio financeiro para participar da Windsor Conferencer em abril de 2006. Ao LABAUT, pelo empréstimo de alguns dos equipamentos utilizados nas medições. Ao IPT -Instituto de Pesquisas Tecnológicas, pelo empréstimo de alguns dos equipamentos utilizados nas medições. Ao IAG USP -Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo, pelo fornecimento de dados da estação meteorológica Parque do Estado. À CAPES -Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior pelo apoio financeiro. | XI (...) não é verdade que o teto da nossa casa é o piso da casa do titio que mora em cima e o piso da nossa casa é o teto do titio que mora em baixo? Tales Bueno Buoro Spalding (aos 2,3 anos) | XIII Resumo BUORO, Anarrita Bueno. Conforto térmico e eficiência energética em Hotéis Econômicos. 2008. 240 p. Dissertação (Mestrado). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. Este trabalho busca avaliar a eficiência energética e o conforto, em ambiente climatizado artificialmente, dos Hotéis Econômicos de redes internacionais em São Paulo. A avaliação levada a cabo concentrou-se nas unidades habitacionais (UH) desses hotéis, principal produto oferecido por eles, possuidoras de sistema de ar condicionado (SAC), apesar das condições climáticas e das características do uso não determinarem essa necessidade. Com base nos levantamentos sobre as características dos Hotéis Econômicos, foi escolhido um hotel de uma rede internacional em São Paulo como estudo de caso. Nele, avaliou-se o desempenho térmico por meio de medições de temperatura e umidade relativa do ar em duas UH, durante cinco dias. As características físicas desse hotel foram utilizadas como modelo-base para as simulações computacionais realizadas no software TAS NG (2005). A partir dos resultados obtidos nas medições, definiram-se os critérios que seriam utilizados nas variações do modelo paramétrico, resultando em um total de sete cenários, com diferentes características como: vidros, cortina interna, taxa de ventilação e período determinado para ventilação. Levando-se em conta as condições climáticas da cidade de São Paulo e as características físicas e ocupacionais dos apartamentos, verificou-se que é possível obter conforto térmico sem o uso de SAC. Nessas condições, utilizou-se como critério de avaliação o modelo adaptativo da Norma ASHRAE 55 (2004). Os dados | XV dos dias mais representativos de verão e inverno forma utilizados na análise dos ganhos de calor. Foi também avaliado, para o período de um ano, o consumo de energia elétrica do SAC, para resfriamento e aquecimento. Os resultados obtidos auxiliaram na proposição de recomendações de projeto para essa tipologia, buscando soluções que aprimoram o aproveitamento das condições naturais favoráveis para a obtenção de conforto térmico, possibilitando a redução do consumo de energia decorrente do SAC nestes ambientes. Para ilustrar algumas recomendações foram feitos estudos preliminares para as UH e para o pavimento tipo, considerando a integração do SAC com soluções de projeto de arquitetura que favoreçam o melhor desempenho energético de Hotéis Econômicos ou de qualquer categoria. Palavras Chave: Conforto Térmico, Eficiência Energética, Hotel, Hotéis Econômicos, simulação computacional, desempenho térmico, desempenho energético, qualidade ambiental, ar condicionado, projeto de arquitetura. XVI | Abstract BUORO, Anarrita Bueno. Thermal comfort and energy efficiency in Budget Hotels. 2008. 240 p. Dissertation (Master). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. This work aims to evaluate the energy efficiency and comfort level, in airconditioned environments of budget hotels, from international chains, in São Paulo, Brazil. The evaluation was directed to the apartments which are the hotel's main product featuring air conditioning, even though the climate conditions and usage profile don't determine its need. One hotel from an international chain was chosen as a case study based on research of budget hotel's main features. The hotel had its thermal performance evaluated through air temperature and humidity measurements, in two apartments, for five days. Its physical characteristics were inputted into the TAS NG (2005) software as a base model for simulations. The measurements results defined the criteria used in the parametric model, resulting in a total of seven scenarios with different characteristics such as glass, internal shades, ventilating rates and period. Considering São Paulo's climatic conditions, the physical and occupational characteristics of the apartments, it was verified that it is possible to reach thermal comfort without the use of air conditioning. The evaluating criterion used in these conditions was an adaptive model from the ASHRAE 55 (2004) Norm. Data from the most representative days of summer and winter were used in the analysis. There was also an evaluation of the energy consumption of the air condition-| XVII XVIII | ing system, used for cooling and heating purposes, for a period of one year. The results favored the proposal for project recommendations for this typology, seeking solutions to improve the capacity to harness the favorable natural conditions to obtain thermal comfort, allowing for energy consumption reduction due to air conditioning. To illustrate the recommendations some preliminary studies were prepared for the apartments and pavement type, considering the integration of the air conditioning system with architectural design solutions that favor a better energy performance of budget hotels or of any other category.
doi:10.11606/d.16.2008.tde-21012010-161120 fatcat:4425ymitozbbvoseue2rfymjhe