Questões de gênero em sala de aula a partir de uma perspectiva crítica de educação linguística

Helen Lemes, Hélvio Oliveira
2020 Revista educação e linguagem  
Resumo: Pautado nos pressupostos teóricos da Linguística Aplicada crítica e nos estudos de gênero, o presente artigo tem por objetivo vislumbrar a perspectiva crítica de educação linguística como proposta para se trabalhar, em sala de aula de línguas, questões de desigualdade de gênero relacionadas à mulher em contexto social brasileiro. A pesquisa-ação foi desenvolvida durante três aulas de língua portuguesa, elaboradas em formato de sequência didática, organizada em cinco momentos específicos
more » ... omentos específicos de problematização e reflexão. Participaram do estudo 22 estudantes de uma turma do 8º ano de ensino fundamental II de uma escola da rede privada de ensino situada em Goiânia -Goiás, e a professora autora deste texto. Compõem o material empírico da pesquisa o questionário escrito, com perguntas abertas, aplicado aos discentes e a gravação das interações ocorridas durante as aulas. Os resultados sinalizam o reconhecimento discente quanto à relevância de se trabalhar com temas críticos em aulas de língua, os quais, no caso da desigualdade de gênero, propiciou reflexão e ressignificações sobre condição da mulher em sociedade. Palavras-chave: Educação linguística. Crítica. Gênero. Mulheres. GENDER ISSUES IN THE CLASSROOM FROM A CRITICAL LANGUAGE EDUCATION Abstract: Based on the theoretical assumptions of critical Applied Linguistics and gender studies, this paper aims to present the critical language education as a perspective to deal with gender social inequality issues in language classroom in Brazilian social context. The actionresearch was developed during three Portuguese language classes, elaborated in a didactic sequence format, organized in five specific moments of problematization and reflection. Twenty-two elementary school students from a private institution in Goiâniastate of Goiáswere participants together with female author of this paper as teacher. The empirical material is composed of questionnaire with open questions, applied to students and audio recording of interactions that occurred during the classes. The results indicate that students recognize the relevance of working with critical themes in language classes, which, in context of gender inequality, provided reflection and resignifications on the condition of women in society.
doi:10.33871/22386084.2020.9.17.134-153 fatcat:tus7h7vefvckja5f5bpxbmm7l4