DIAGNÓSTICO DE ENFERMAGEM TENSÃO DO PAPEL DE CUIDADOR EM FAMILIARES DE PESSOAS COM FERIDAS CRÔNICAS

Kezia Juliana Da Silva, Julliany Lopes Dias, Maurício Gomes da Silva Neto, Henrique Da Silva Oliveira Araújo, Amanda Martins Bastos, Marlene Andrade Martins, Selma Rodrigues Alves Montefusco, Ângela Lima Pereira
2020 Desafios  
O cuidado da pessoa com ferida crônica é complexo, e sob responsabilidade da família gera demandas que podem resultar em cansaço e desgaste do cuidador, que é apresentado na NANDA-I como tensão no papel de cuidador. O objetivo foi analisar a ocorrência do diagnóstico de enfermagem (DE) tensão do papel de cuidador em familiares de pessoas com feridas crônicas. Trata-se de um estudo descritivo exploratório, realizado em 2019, por meio de entrevista semiestruturada com pessoas que cuidam de um
more » ... ue cuidam de um familiar com ferida crônica em Palmas-Tocantins. Análise de variáveis quantitativas realizada por estatística descritiva, e de variáveis subjetivas por "agrupamento de dados" e "interpretação do agrupamento". Identificados 6 cuidadores com DE tensão no papel de cuidador, com predomínio do sexo feminino, grau de parentesco de filhos e cônjuges. Os principais fatores relacionados foram: excesso de atividades de cuidado, crise financeira e o prejuízo à saúde. A principal característica definidora foi a falta de tempo para atender às necessidades pessoais. Tensão no papel de cuidador em familiares de pessoas com feridas crônicas gera implicações significativas na saúde e dinâmica de vida dos cuidadores. Assim, tornam-se necessárias políticas de saúde que atendam não apenas a população com ferida crônica, mas também a família. Palavras-chave: Relações familiares; Diagnóstico de Enfermagem; Ferimentos e lesões.
doi:10.20873/uftv7-7815 fatcat:hjcnkkmp4fdevghrk44lny57ay