Hystology findings' correlation between the ossicular chain in the transoperative and cholesteatomas

Cristina Dornelles, Letícia Petersen Schmidt Rosito, Luíse Meurer, Sady Selaimen da Costa, Andréia Argenta, Sabrina Lima Alves
2007 Brazilian Journal of Otorhinolaryngology  
A Otite Média Crônica é definida pela presença de alterações teciduais inflamatórias irreversíveis na fenda auditiva. As lesões ossiculares são as mais prevalentes. Objetivo: Correlacionar o grau de comprometimento da cadeia ossicular, visualizada no transoperatório, com o grau histológico de inflamação e com a espessura da perimatriz de colesteatomas. Tipo de Estudo: Estudo transversal. Métodos: Descrições cirúrgicas de 71 pacientes foram revisadas. Colesteatomas coletados e fixados em formol
more » ... fixados em formol 10% e preparadas uma lâmina em Hematoxilina-Eosina e outra em Picrossírios. A leitura foi "cega", através de imagens digitais, no ImageProPlus. A análise estatística foi realizada através do coeficiente de Spearman, sendo considerados como estatisticamente significativos os valores de P≤0,05. Resultados: Havia algum envolvimento da cadeia ossicular em 65 casos. O ossículo mais freqüentemente afetado era a bigorna, seguida pelo estribo e pelo martelo. Ao aplicarmos o coeficiente de Spearman entre o grau de comprometimento da cadeia ossicular com a idade do paciente à cirurgia, a espessura da perimatriz e o grau histológico de inflamação não foram detectadas correlações. Conclusão: Os nossos achados indicam que é praticamente universal o acometimento da cadeia ossicular na presença de colesteatoma. Não foi encontrada correção entre a erosão ossicular e os achados histológicos.
doi:10.1016/s1808-8694(15)31169-1 pmid:18278219 fatcat:6s44jralifh7tg74u5lmxxobxy