SEMIOLOGIA DA LINGUAGEM: O SAGRADO E SEU TESTEMUNHO

Renata Severo
unpublished
RESUMO: Ao questionarmos os limites dentro dos quais uma teoria vem sendo pensada, propomos um alargamento na noção de enunciação para que, além da língua, ela comporte a linguagem. A partir daí, procuramos dar conta de analisar uma enunciação que se vale dos sistemas semiológicos da afetividade e do sagrado. O corpo é o articulador entre esses sistemas e a língua; é no corpo que se dá a enunciação do sagrado, durante a possessão afrorreligiosa. A essa enunciação só têm acesso aqueles que fazem
more » ... o aqueles que fazem parte dessa cultura. Aos "de fora", resta o testemunho dos "de dentro". Enunciação do sagrado e testemunho do sagrado são, assim, duas faces de um acontecimento de linguagem que integra língua, sistema afetivo e cultura do sagrado para significar por meio do corpo. Palavras-chave: enunciação; corpo; testemunho; sagrado. INTRODUÇÃO Gostaria de iniciar esse texto agradecendo à Revel e, principalmente, aos organizadores desse número especial em homenagem à querida professora Marlene Teixeira pela cara oportunidade de falar "sobre Marlene", já que "com Marlene" falamos todos que fomos atravessados pelas verdadeiras experiências educadoras e transformadoras que eram suas aulas. Uma vez afetada por Marlene, ninguém continua a mesma. Para mim, foram as aulas da graduação e as conversas nos corredores e salas de pesquisa que trouxeram a voz de Marlene para conviver com as outras vozes que me habitam. Desde o trabalho de conclusão do curso de graduação, passando pela dissertação de mestrado e chegando à tese de doutorado, todos meus textos que são marcos acadêmicos foram escritos tendo-a como futura avaliadora e, portanto, interlocutora. Essa interlocução presentifica a voz de Marlene a cada curva do caminho. Uma voz que nos convidava a questionar as teorias assim que as tivéssemos compreendido: na graduação, quando uma turma inteira, após muitos debates e explicações, parecia construir conjuntamente uma compreensão da teoria que se estudava no momento, ela nos perguntava "e isso funciona? pra que serve? quais as 1 Professora no Instituto Federal do Rio Grande do Sul-IFRS. Doutora pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS.
fatcat:b7b2dblzv5hihnjdvil37ocqf4