As mulheres no mundo do trabalho: continuidades e rupturas de papéis sociais de gêneros na pós-modernidade

Luciana Codognoto Silva
2015 Fronteiras  
Nos últimos anos, importantes produções teóricas têm sido realizadas no campo das Ciências Humanas, de forma a voltar olhares ao corpo, uma vez que ele tem assumido novos significados como forte agenciador dos processos de subjetivação de homens e mulheres ao longo do tempo e dos diferentes espaços sociais. Neste sentido, é preciso advertir que as mulheres estiveram relegadas aos papéis binários de mãe, esposa e vida privada, sendo pouco percebidas em suas particularidades no âmbito histórico e
more » ... âmbito histórico e nas discussões propostas pela historiografia. Sendo assim, esta pesquisa tem o objetivo de problematizar como a História tratou os corpos – biológico e social – e os gêneros, de maneira a enfatizar os traços que se sobressaíram em determinados períodos, produzindo um refazer de metodologias de análises que abrem caminhos para estudar a história das mulheres no mundo do trabalho não restrito à esfera privada do lar. A metodologia está voltada ao estudo bibliográfico, amparando-se nas discussões propostas pelas análises das relações de gêneros e de poder e da história das mulheres. Por fim, pode-se dizer que, apesar dos avanços conquistados pelas mulheres no mundo do trabalho, ainda há prevalências de disparidades sociais e hierárquicas nestes espaços sociais, sedimentando bases desiguais de poderes entre homens e mulheres, mais comumente observadas nos setores das remunerações salariais, de cargos e carreiras e no espaço privado do lar, considerado o reduto por excelência do feminino.
doaj:1047266f483641d6b9dc27169b75f8c9 fatcat:kzel3cabsrhgzhmua5q4eflnru