Estratégia competitiva: uma ampliação do modelo de Porter

Wilson Rezende da Silva
1988 RAE: Revista de Administração de Empresas  
Professor de planejamento estratégico na EAESP/FGV. INDÚSTRIA Representa a parte fulcral, básica na determinação e no entendimento da EC de uma empresa. Como afirma E. Guimarães, a empresa não compete e não cresce no vazio, mas cresce refletindo a lógica e a dinâmica da indústria da qual faça parte. Isto implica dizer que cada in-Rev. Adm. Empr. Rio de Janeiro, 28(2)33-41 abr.ljun. 1988
doi:10.1590/s0034-75901988000200004 fatcat:xgv45qdmszhjvlcbu434uitgaa