PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO COMO ESTRATÉGIA PARA AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA E REGISTRO DE PLANTAS MEDICINAIS

Igor Birelo Sanches, João Paulo Ferreira Schoffen, Fábio Rodrigues Seiva, Cristiano Massao Tashima, Regildo Márcio Gonçalves Silva, Carlos Vinícius Rosa Cruz, Erika Cosendey Toledo de Mello Peixoto
2020 Brazilian Journal of Development  
RESUMO Considerando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, práticas relacionadas ao desenvolvimento de fitoterápicos, produtos tradicionais fitoterápicos e plantas medicinais representam importantes medidas estratégicas para minimizar a ocorrência de resistência farmacológica bem como o impacto de resíduos medicamentosos sintéticos no meio ambiente. No contexto agropecuário, resistência farmacológica de helmintos intestinais representa importante barreira ao controle
more » ... ao controle sanitário em animais de produção. O estudo de plantas taníferas têm demonstrado significativos efeitos sobre helmintos intestinais, representando importante alternativa ao uso de anti-helmínticos sintéticos em sistemas de produção animal. No entanto, aplicação de produtos com potencial farmacológico requer avaliação da efetividade e segurança medicamentosa, possibilitando registro de plantas medicinais e fitoterápicos. Estabelecimento de Procedimento Operacional Padrão (POP) é de suma importância uma vez que proporciona controle sobre a execução dos ensaios e repetibilidade científica. Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi estabelecer POP para execução e repetibilidade da avaliação de possíveis efeitos hepatotóxicos e nefrotóxicos do Extrato Hidroalcoólico de Brácteas de Musa paradisiaca a 10% (EHABB 10%) em ratos Wistar. Foram selecionados artigos científicos publicados entre os anos de 2010 e 2020 nas bases de dados Scielo, PubMed e Portal de Periódicos da CAPES, bem como documentos emitidos por órgãos regulamentares da pesquisa científica como Agência Nacional de Vigilância Sanitária Desenvolvimento Econômico (OECD). O documento produzido descreve detalhadamente delineamento experimental, incluindo dados comportamentais, análises bioquímicas e histológicas, assim como análise estatística empregada. A partir dos resultados obtidos pelo presente estudo foi possível estabelecer POP para avaliação toxicológica do EHABB 10%, favorecendo sua execução de forma mais precisa, padronizada e eficiente. Palavras-chave: agroecologia, fitoterápicos, anti-helmínticos naturais, ensaios pré-clínicos. ABSTRACT Pharmacological resistance to synthetic anthelmintic drugs represent an important barrier to animal parasites control. Considering the global agenda of sustainable development, search and development of phytotherapic agents, traditional phytotherapic products, and medicinal plants represent important measures to minimize the occurrence of pharmacological resistance and impacts of synthetic drugs on environment. In this context, antiparasitic properties of tanniferous plants have been recorded, highlighting the genus Musa spp. Toxicological evaluation is necessary for the validation of substances with pharmacological properties and its use on animals. The objective of the present study was to establish a standard operating procedure for the toxicological evaluation of the hydroalcoholic extract of banana bracts at 10%. The experimental design included the search and analysis of scientific articles published between 2010 and 2020 on the Scielo, PubMed and Portal de Periódicos da CAPES databases, documents and laws delivered by regulatory bodies of scientific research. The standard operating procedure describes the scientific methodology,
doi:10.34117/bjdv6n8-598 fatcat:3k44zhqolneezlb5k2h7juoleu