Prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos assistidos por equipe estratégia saúde da família no sul do Brasil

Luciane Peter GRILLO, Franciele CALEFFI, Aline Brandão MARIATH, Tatiana MEZADRI
2015 Tempus Actas de Saúde Coletiva  
Objetivo: Avaliar a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis em idosos assistidos por equipe de Saúde da Família (ESF), no sul do Brasil. Métodos: estudo transversal, exploratório e natureza quantitativa. A prevalência das enfermidades crônicas foi mensurada a partir dos níveis de glicose, triglicerídeos, colesterol e pressão arterial. Utilizou-se o índice de massa corporal para o diagnóstico nutricional. Para a análise das variáveis utilizou-se estatística descritiva e analítica.
more » ... va e analítica. Resultados: Os idosos eram na maioria do sexo feminino (62%), a média de idade foi de 71,1 anos e 45% eram hipertensos. Com relação aos exames bioquímicos, 25%, 38% e 27% apresentavam valores elevados de colesterol, triglicerídeos e glicose, respectivamente. O excesso de peso predominou no sexo feminino (57%) e a eutrofia no masculino (44%). Conclusão: prevalências significantes de doenças crônicas não transmissíveis, destacando-se a hipertensão arterial, sendo que a prevalência de diabetes foi superior à encontrada na população geriátrica brasileira.
doi:10.18569/tempus.v8i4.1589 doaj:c054a710b8b746f39e8d82e74c7aa39f fatcat:6cgqifnmgra5xkxz5uk7ntmq6e