ANÁLISE CRÍTICA DE BULAS SOB A PERSPECTIVA DO USUÁRIO DE MEDICAMENTOS

Cristiane Da S. Paula, Camila K. Costa, Marilis D. Miguel, Sandra M. W. Zanin, Carla G. Spinillo
2009 Visão Acadêmica  
O uso racional de medicamentos vem sendo discutido ao longo dos anos com a finalidade de proteger a saúde da população contra o uso indiscriminado e inadequado desses produtos. Nesse contexto, as bulas representam a principal fonte de informação dos pacientes sobre os medicamentos. Em 2003, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária publicou a resolução RDC nº 140, que, dentre outras inovações, cria uma bula específica para os pacientes, cujo texto deve apresentar um maior tamanho de letra e
more » ... manho de letra e ser de fácil compreensão. Em 2009, a RDC nº 47 trouxe novas regras para aperfeiçoar aspectos mais críticos para o entendimento textual. Nesse trabalho, uma pesquisa foi realizada em Curitiba, Paraná, com voluntários abordados em farmácias comerciais e postos de saúde após a aquisição de um ou mais medicamentos, com o objetivo de avaliar itens como o hábito de ler bulas e as dificuldades encontradas nessa tarefa. Mais de 80% dos entrevistados lêem bulas e dentre as principais dificuldades relatam-se, primeiramente, a linguagem de difícil entendimento e, em segundo, o tamanho pequeno das letras que inviabilizam a leitura e compreensão do texto. Dentre os itens mais lidos estão os efeitos adversos, as indicações e posologia. Avaliando os resultados, concluiu-se que as dificuldades encontradas para sua leitura permanecem as mesmas que em anos anteriores à publicação da RDC nº 140. Entretanto, espera-se com a RDC nº 47 que essas falhas possam ser sanadas, pois são definidas nessa resolução especialmente regras para que a apresentação textual das informações seja mais clara e precisa possível para garantir o uso do medicamento da forma correta e segura.
doi:10.5380/acd.v10i2.21343 fatcat:msyrwyhq5zfcrosu6pzcclmkey