Comparação entre os valores teóricos para alguns dados espirométricos em crianças determinados pelas equações de Mallozi e de Polgar

WALDEMAR LADOSKY, ROGERSON T. ANDRADE, NOEL GUEDES LOUREIRO, MARCOS ALBERTO MACHADO BOTELHO
2002 Jornal de Pneumologia  
Objetivo: O presente trabalho dá prosseguimento ao estudo da validade de equações para valores teóricos (VT) para cálculos espirométricos na população brasileira. Foi feita a comparação entre as equações propostas por Mallozzi (VT-M) para população brasileira e as de Polgar (VT-P), utilizadas especialmente na Europa e Estados Unidos. Métodos: Foram analisados os VT medidos em 185 pacientes de ambos os sexos, com idade entre 6 e 17 anos, sendo 89 meninos e 96 meninas. Para cada paciente foi
more » ... a paciente foi feito o cálculo do VT para CVF, VEF1 e FEF25-75 segundo as equações de Mallozi VT-M e de Polgar VT-P. Em seguida foram comparados os laudos obtidos por um e por outro, segundo o Consenso de Espirometria da SBPT. Resultados: O VT-M para CVF é 0,38% maior para os meninos e 2,19% para as meninas que o calculado segundo Polgar. Os VT-P para o VEF1 são 6,67% (p < 0,05) menores para as meninas e 7,26% para os meninos. Para o FEF25-75 os valores diferem apenas em 0,35 e 0,43% para cada um dos sexos, sem significância estatística. Conclusão: Os VTs de CVF e VEF1 para crianças brasileiras, avaliados segundo Mallozzi, diferem significativamente quanto aos VTs de Polgar. Como conseqüência, encontramos, utilizando as equações de Mallozzi, tendência maior em diagnosticar dificuldade obstrutiva e menor em achados de insuficiência ventilatória restritiva.
doi:10.1590/s0102-35862002000300003 fatcat:mwih4tyv6zg3fboqizcbmmkzda