Adaptação do modelo metabólico IMM904 de saccharomyces cerevisiae para determinação in silico dos fluxos de produção de etanol/xilitol utilizando xilulose

Gabriel Silva Menezes, Carlos Alberto Galeano Suarez, Inti Doraci Cavalcanti Montano
2019 Brazilian Journal of Development  
A viabilidade econômica da produção de etanol de segunda geração (2G) depende do aproveitamento de todas as frações fermentescíveis presentes (celulose e hemicelulose) em etanol. A D-xilulose, (isômero da xilose, principal componente da hemicelulose), pode ser metabolizada pela levedura S. cerevisiae produzindo etanol e/ou xilitol, dependendo das condições de cultivo empregadas. Sendo assim, é fundamental identificar as condições de cultivo que favorecem a produção de etanol. Neste trabalho,
more » ... Neste trabalho, usando o software OptFlux, foi aplicado o método "parcimonious FBA" ao modelo metabólico em escala genômica iMM904 que foi modificado neste trabalho para estimar os fluxos metabólicos utilizando xilulose como fonte de carbono. Os resultados mostram que é possível predizer os fluxos do etanol com erro de 2%, e xilitol com erro de 18%. Foi constatado que para cada fluxo diferente de xilulose existe alguma condição de oxigênio que favorece a seletividade em etanol.
doi:10.34117/bjdv5n9-111 fatcat:7n45upwwjnghjiczzf3ky57d4y