Estágios sucessionais de Mata Atlântica frente a legislação vigente: o exemplo de comunidades do interior paulista sob contexto de Áreas de Tensão Ecológica [thesis]

Bruno Roberto Gios
1. Resolução CONAMA nº 01/1994 2. Estágios sucessionais 3. Fitossociologia 4. Floresta Estacional Semidecidual 5. Ecótono I. Titulo DEDICATÓRIA À Carla B. Pavone, meu Benzin, aos meus pais, e a todos aqueles que valorizam a natureza e enxergam o ser humano como apenas mais uma espécie, dedico. Aos colegas do LERF, em especial "as gatas loucas", pelas contribuições ao longo do processo de construção do trabalho, pelo incentivo. Aos colegas que contribuíram com os trabalhos de campo, em especial
more » ... campo, em especial a Vanessa e Fernando. Ao colega Ismael pela fundamental contribuição na busca pelas florestas a serem inventariadas, a todo apoio direto e indireto que nos deu de forma a viabilizar os trabalhos de campo. Aos auxiliares de campo pela fundamental contribuição nos inventários florestais, em especial ao Renié, doidão, apreciador das siparunas. Aos colegas e equipe do Herbário da ESALQ (ESA), em especial ao professor Vinicius Castro Souza, pela contribuição singular na etapa de identificação taxonômica das espécies inventariadas, e aos conhecimentos que me foram conferidos em meio à disciplina de Taxonomia de Campo. À Melina Leite pelas sugestões sobre aspectos estatísticos em meio às dúvidas relativas ao rumo do trabalho e principalmente pelos excepcionais roteiros disponibilizados para realização das rotinas de análises estatísticas no ambiente R. Ao Renato B. Pavone, pelas idas e vindas à biblioteca para me ajudar com empréstimos de livros. À cidade de Batatais que nos acolheu, foi sítio para a maioria dos levantamentos primários e nos permitiu viver momentos de muito trabalho, alegrias e descontração em meio às idas a campo para o projeto, os quais ficarão na memória. À FAPESP pelo incentivo financeiro ao Projeto Temático e consequentemente à viabilização dos trabalhos de campo, parte constituinte do projeto de mestrado. 6 EPÍGRAFE Sem braço, sem pernas, sem moedas no pote Sem uma boca grande pra dizer acode Estamos aí a sua mercê Ele chegou aqui, cheio de ferramentas Desavenças, falsas crenças Em aço, soberba, concreto e poder Você vai viver assim numa caixa de vidro Ou em leilão de alma por quilo? Aqui jaz a mãe nature... Não quero dizer Que se a janela da alma tem uma trava Limpe seus olhos que tudo se acalma Plural, quarta pessoa, verbo proteger Criolo (parte, I'm alive) ... Cidades são aldeias mortas, desafio nonsense Competição em vão, que ninguém vence Pense num formigueiro, vai mal Quando pessoas viram coisas, cabeças viram degraus No pé que as coisas vão, Jão Doidera, daqui a pouco, resta madeira nem pros caixão Era neblina, hoje é poluição Asfalto quente, queima os pés no chão Carros em profusão, confusão Água em escassez, bem na nossa vez Assim não resta nem as barata Injustos fazem leis e o que resta pro cêis? Escolher qual veneno te mata ... Emicida (trechos, Passarinhos)
doi:10.11606/d.11.2018.tde-20032018-181528 fatcat:wxagso3hyfh33oaqnmvzalkhte