Orientação profissional em atividade física e alimentação: um estudo de caso

Thaynara Nathalie Carvalho Estevam, Mayla De Paula Torres Simplício, Guilherme Pereira Oliveira, Michele Aparecida Almeida, Guilherme De Azambuja Pussieldi, Afonso Timão Simplício, Valéria Cristina De Faria
2019 Arquivos de Ciências do Esporte  
Objetivo: Verificar os benefícios da orientação conjunta da educação física e nutrição sobre o condicionamento cardiovascular, parâmetros antropométricos e bioquímicos após quatro meses de intervenção. Métodos: Foi selecionado um participante do Espaço Movimento, do sexo feminino, com 60 anos de idade e hipertensa. A intervenção foi realizada por quatro meses, a atividade física prescrita foi caminhada com a orientação e acompanhamento profissional, com uma duração média de 45 minutos e
more » ... ia de três vezes por semana, totalizando 49 treinos no período. A participante contou com a orientação e acompanhamento nutricional individual durante todo o período de intervenção, contando com avaliação inicial e retorno periódico para adequações da dieta. Foram avaliados no início e quatro meses após: frequência cárdica (FC) e pressão arterial (PA) em repouso, índice de massa corporal (IMC), índice cintura/quadril (ICQ), percentual de gordura corporal (%GC), percentual de massa muscular (%MM), VO2máx e exames bioquímicos. Resultados: A participante apresentou as seguintes mudanças: aumento da PA de repouso, do %MM e do VO2máx; redução da FC de repouso, do IMC, do ICQ, do %GC, e em todos os exames bioquímicos. Conclusão: Diante dos resultados podemos afirmar que uma ação conjunta, exercício físico e alimentação, somado a disciplina e regularidade do participante, são capazes de afetar positivamente os índices de saúde avaliados.
doi:10.17648/aces.v6n4.3072 fatcat:z22fz6wx3fcsjpbwnphn6nnxju