A Matemática Financeira no Ensino Médio Brasileiro: perspectivas para formação de indivíduos críticos

Adriano Alves de Rezende, Angela Silva-Salse, Eduardo Carrasco
2022 Revista Baiana de Educação Matemática  
Segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é imperativo formar cidadãos mais ativos, críticos, analíticos e que sejam capazes de modificar o ambiente no qual estão inseridos. O ensino da Matemática Financeira aos estudantes do Ensino Médio não foge a essa regra e é conhecimento fundamental a qualquer indivíduo. Assim, para entender a importância da Matemática Financeira buscou-se compreender como a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF) definida pelo Governo Federal, a BNCC e a
more » ... ei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB) interagem para promover o desenvolvimento destes cidadãos mais críticos e participativos na sociedade. Através de uma pesquisa qualitativa, baseada em revisão de literatura e documental buscou-se identificar os pontos convergentes e discrepantes entre estas três diretrizes legais e a formação de cidadão efetivamente críticos. Concluiu-se que a base legal para educação no Brasil proporciona às escolas esta opção. No Ensino Médio, particularmente, isso ocorre atualmente através da construção, por parte das escolas, do Projeto de Vida, além do exposto nas diretrizes da BNCC. As pesquisas que subsidiaram as conclusões demonstram que o uso de exemplos reais, práticos e aplicáveis a realidade rotineira dos alunos tem grande efeito para desenvolver o pensamento crítico na Matemática Financeira. Identificou-se também que uma exigência básica aos profissionais deste século é o desenvolvimento de sua criticidade em qualquer área do conhecimento, mas principalmente nas relacionadas e negócios e investimentos financeiros.
doi:10.47207/rbem.v3i01.13232 fatcat:trluopsbyzbt3lwhnwe44ntmuy