Efeitos da posição sentada na força de músculos respiratórios durante o desmame de pacientes sob ventilação mecânica prolongada no pós-operatório de cirurgia cardiovascular

Emília Nozawa, Maria Ignez Zanetti Feltrim, Nidia Aparecida Hernandes, Alessandra Preisig, Luís Marcelo Sá Malbouisson, José Otávio Costa Auler Júnior
2011 Fisioterapia e Pesquisa  
O objetivo do estudo foi investigar os efeitos da posição sentada, nos parâmetros ventilatórios e hemodinâmicos, em pacientes com suporte ventilatório mecânico prolongado, estáveis hemodinamicamente. Participaram do estudo 40 pacientes que foram randomizados em grupo controle (n=17) e grupo intervenção (n=23). Foram mensurados parâmetros hemodinâmicos, gasometria arterial, força muscular respiratória e ventilometria, realizados em dois momentos: primeira e segunda avaliação, com intervalo de 30
more » ... com intervalo de 30 minutos entre as medidas. No grupo controle, as duas avaliações foram realizadas no leito, com a cabeceira elevada a 30°. No grupo intervenção, a primeira avaliação foi realizada no leito (30°) e a segunda, 30 minutos após transferência para a poltrona, na posição sentada (90°). A idade média da amostra foi de 64,7±11,2 anos. O resultado do estudo demonstrou que não houve diferenças em relação às variáveis, hemodinâmicas, gasométricas, capacidade vital forçada, volume minuto e volume de ar corrente. Entretanto, ocorreu aumento significativo da pressão inspiratória máxima (PImáx) no grupo intervenção (p<0.01). Concluímos que pacientes em pós-operatório de cirurgia cardiovascular em ventilação mecânica podem se beneficiar da posição sentada durante o desmame do suporte ventilatório, observado pela melhora da força muscular inspiratória (PImáx). Além disso, não foram observadas alterações hemodinâmicas com a troca de postura, sendo considerado um procedimento seguro.
doi:10.1590/s1809-29502011000200012 fatcat:gzefyrj7frbmjbbhih7ambvneq