Side effects of addiction treatment

George Yizhou Tang, Jay Parekh, Jennifer Sills
2018 Science  
Fitoterapia como tratamento da ansiedade: Uma alternativa para minimizar o vício e os efeitos colaterais. La fitoterapia como tratamiento para la ansiedad: Una alternativa para minimizar la adicción y los efectos secundarios. ABSTRACT Objective: To describe the anxiolytic activity and possible mechanisms of action on the central nervous system of plants found in the region known as legal Amazon in the Brazilian territory. Bibliographic Review: For this, five plants popularly used as
more » ... used as tranquilizers and to treat insomnia in the forms of teas and extracts were selected, they are: passion fruit, valerian, chamomile, lemon grass and bay leaf. A bibliographic survey of articles, mainly original research, reporting comparative studies of the anxiolytic effects of each plant against control groups, as well as its possible mechanisms of action on the nervous system through preclinical and clinical studies, was performed. Conclusion: All the selected plants exhibited comparable and even superior anxiolytic effects when compared to classes of drugs such as benzodiazepines, with minimization or elimination of side/adverse effects. In addition, all reviewed studies indicated some involvement of gamma-aminobutyric acid (GABA) receptors activation by plant chemical constituents in anxiolytic action. Due to the minimization of adverse effects and the absence of dependence, herbal medicine appears as an important alternative therapy to treat anxiety disorders. RESUMO Objetivo: Descrever a atividade ansiolítica e os possíveis mecanismos de ação no sistema nervoso central de plantas encontradas na região conhecida como Amazônia legal no território brasileiro. Revisão Bibliográfica: Para isto, foram selecionadas cinco plantas popularmente utilizadas como tranquilizantes e para tratar insônia nas formas de chás e extratos, são elas: maracujá, valeriana, camomila, capim-limão e folha de louro. Foi realizado levantamento bibliográfico de artigos, principalmente originais de pesquisa, relatando estudos comparativos dos efeitos ansiolíticos de cada planta contra grupos controles, bem como seus possíveis mecanismos de ação no sistema nervoso através de estudos pré-clínicos e clínicos. Conclusão: Todas as plantas selecionadas apresentaram efeitos ansiolíticos comparáveis e até superiores quando comparados a classes de fármacos como os benzodiazepínicos, com minimização ou eliminação de efeitos colaterais/adversos. Além disso, todos os estudos revisados indicaram algum envolvimento da ativação de receptores do ácido gama-aminobutírico (GABA) pelos constituintes químicos das plantas na ação ansiolítica. Devido à minimização dos efeitos adversos e à ausência de dependência, a fitoterapia aparece como uma importante terapia alternativa para tratar os transtornos de ansiedade. Palavras-chave: Ansiedade, Fitoterapia, Região Amazônica.
doi:10.1126/science.aau6548 pmid:30139864 fatcat:d3pv7hehjjbs7luaxxntvxtcau