Estimativa da biomassa de cafeeiros em sistemas agroflorestais sob manejo orgânico e convencional em diferentes arranjos

Ivan Edson da Silva Meireles, Sylvana Naomi Matsumoto, Cristina Andrade Santos Reis, Luanna Fernandes Pereira, Uelinton Soares de Oliveira, Patrícia Anjos Bittencourt Barreto-Garcia, Thiago Reis Prado, Paula Acácia Silva Ramos
2020 Revista Brasileira de Ciências Ambientais (Online)  
Atualmente, os serviços ambientais relativos aos sistemas agroflorestais (SAFs) estão fundamentados em aspectos qualitativos. Entretanto, para que ocorra a consolidação do pagamentos por tais serviços, os diversos fatores que condicionam os SAFs necessitam ser caracterizados. Este estudo teve comoobjetivos analisar se o estoque de biomassa individual de cafeeiros é afetado porSAFs caracterizados por manejo e arranjos distintos dos cafeeiros arábica e das grevíleas, além de verificar se haveria
more » ... rificar se haveria possibilidade de ajuste de equações alométricas para estimar a biomassa seca dos cafeeiros.O experimento foi conduzido em sistemas de cultivo de café (Coffea arabica L.) sob manejo orgânico e convencional arborizado por grevíleas (Grevillea robusta A. Cunn.), localizados nas regiões do Planalto da Conquista e Chapada Diamantina, Bahia. A partir da determinação da biomassa pelo método destrutivo da simples separação, foram estabelecidas equações de estimativa do estoque de biomassa individual dos cafeeiros. Concluiu-se que o sistema de manejo orgânico e convencional são fatores de menor impacto para o acúmulo de biomassa e carbono em relação à fatores como a densidade de cafeeiros e o arranjo das grevíleas. O menor adensamento de cafeeiros é fator que determina a superioridade dos estoques de biomassa individual.A densidade de cafeeiros e arranjo das grevíleas são fatores que determinam modelos alométricos diferenciados para a estimativa de biomassa dos cafeeiros.
doi:10.5327/z2176-947820190488 fatcat:jhqtwprmwzdhxfaf6c2erymcpu