Notícias: Base de Dados de Lisboa, Um Instrumento para a Competitividade Urbana

Vitor Matias Ferreira, Joao Seixas, Elisabete Lopes, Sergio Santos Silva
2000 CIDADES Comunidades e Territórios  
A base de dados sobre Lisboa, que no seu enquadramento instrumental aqui sucintamente se apresenta, resultou de um concurso limitado aberto pela Ambelis -Agência para a Modernização Económica de Lisboa, S.A., tendo sido posteriormente adjudicado ao Centro de Estudos Territoriais do ISCTE, através de um dos administradores daquela Agência, o Dr. José Lobato. No momento da divulgação desta base de dados, os autores do referido estudo aproveitam a oportunidade para homenagear a Memória daquele
more » ... Memória daquele administrador, precisamente através da presente publicação. Apresentação A construção de uma base de dados para a Região de Lisboa, detalhada, actualizada, e incisiva, nos seus distintos e hipotéticos direccionamentos, teve em conta os objectivos específicos da entidade que encomendou o mencionado estudo, sem que, por isso, se colocasse em causa a independência e a idoneidade nas metodologias e visões sobre a realidade em questão. Acontece, contudo, que para além dessa mesma necessidade, os objectivos intencionados pretendiam que o estudo a realizar pudesse contribuir para elucidar os factores de "competitividade urbana", isto é, os factores que permitissem colocar e evidenciar, de modo consistente e perene, a cidade de Lisboa, não só na sua configuração urbana, mas inevitavelmente também, na sua projeccção metropolitana, nomeadamente a nível internacional. No entanto, por razões que a nota prévia não deixa de elucidar, o estudo previsto não teve o necessário e fundamental seguimento no sentido da sua divulgação e disponibilização, ficando-se, assim, pela apresentação da referida base de dados, ainda que orientada para objectivos concretos. Mas também é certo, como sabemos, que as bases de dados não são "neutras", no fundo, tal como a generalidade dos materiais de natureza social. Ao leitor, contudo, a advertência para ter em conta as presentes "chaves de leitura"! A Informação: Precioso activo de identificação e afirmação Actualmente, cada vez mais decisões que acabam por ser de uma influência capital para os diferentes aglomerados urbanos envolvidos, têm como base informações provenientes em bases da dados e em classificações de cidades, efectuadas por diversos tipos de organismos cuja qualidade, segurança e actualização das fontes muitas vezes não é segura, e pode não corresponder à realidade. Urge, assim, que uma cidade que se pretende implantar como um pólo de competitividade face aos mais diversos tipos de decisão de localização, desde a implementação de um importante aglomerado de valor acrescentado económico e de rendimento, até a simples decisões de onde passar umas férias, tome a seu cargo directo, com determinação, a que: • Os seus dados de caracterização se definam com qualidade, fidelidade e segurança;
doi:10.7749/citiescommunitiesterritories.dez2000.001.news fatcat:3xzb3mdpgzhpbdlwnpqsrucvu4