OS MELOS DO DRAMA DO MELODRAMA

Fernanda Botton
unpublished
RESUMO: O presente artigo tem como objetivo analisar a musicalidade e o drama que compunham o melodrama em sua concepção primeira. Para tanto, estudaremos as obras que originaram o gênero em questão: Dafne (de Jacopo Peri e Ottavio Rinuccini), Pygmalion (Horace Coignet e Jean-Jacques Rousseau) e Coelina, ou l'enfant du Mystère (René-Charles Guilbert de Pixérécourt). ABSTRACT: This article aims at analizing the music and drama that made up the melodrama in his first conception. To this end, we
more » ... . To this end, we will study the works that originated the genre in question: Dafne (by Jacopo Peri and Ottavio Rinuccini), Pygmalion (Horace Coignet and Jean-Jacques Rousseau) and Coelina, ou l'enfant du Mystère (René-Charles Guilbert de Pixérécourt). OS PRIMEIROS TEXTOS TEATRAIS DESIGNADOS COMO "MELODRAMA" Do Romantismo do século XIX aos dias de hoje, o melodrama é uns dos gêneros mais encenados tanto nas luzes da ribalta-local em que nasceu-quanto nas telas televisivas ou do cinema-local para onde se expandiu. Contudo, se sua produção é abundante, os elementos que originaram este gênero muitas vezes são incertos, pois os textos que primeiro o utilizaram, principalmente o libreto de Rinuccini e a cena lírica de Rousseau, são pouco conhecidos. Para dirimir essa lacuna na história da literatura teatral, o presente artigo será dividido em duas partes. Primeiro, analisaremos o texto e a música das peças melodramáticas que tem como motivo mitos da antiguidade clássica, ou seja, Dafne e Pigmalião. Posteriormente, cotejando elementos dos textos de Rinuccini e Rousseau * Professora Doutora (2008) pela Universidade de São Paulo (USP).
fatcat:oidryxq46jgm5h7q2k3o46yfya