Hidrólise ácida e enzimática de pectina para crescimento celular de Cupriavidus necator e Pseudomonas putida

Gabriel Olivo Locatelli, Gabriella Dias da Silva, Leandro Finkler, Christine Lamenha Luna Finkler
2012 Evidência  
Substâncias pécticas são encontradas em grandes quantidades nos resíduos da industrialização de sucos de frutas. Esses compostos são susceptíveis à hidrólise por métodos ácidos e enzimáticos, podendo ser empregados como substratos de baixo custo em processos de conversão biológica para obtenção de bioprodutos, como os biopolímeros. Cupriavidus necator e Pseudomonas putida são micro-organismos conhecidos por sua capacidade de acumular poli-hidroxialcanoatos (PHAs) como fonte de carbono e
more » ... e carbono e energia, em condições desfavoráveis de crescimento e excesso de fonte de carbono. Foram estudadas as hidrólises ácida e enzimática de uma pectina comercial, e os hidrolisados foram empregados como substrato para crescimento celular de ambos os micro-organismos. O substrato obtido por hidrólise ácida, realizada em sistema de rotaevaporador com refluxo, permitiu o crescimento celular de C. necator após uma fase adaptativa de 12 horas. Os ensaios de hidrólise enzimática foram realizados com a enzima poligalacturonase utilizando-se a pectina esterificada e não esterificada como substrato, obtendo-se ao final de 24 horas mais de 5 g/L de redutores. O hidrolisado obtido permitiu apenas o crescimento celular de C. necator, após uma fase adaptativa de 8 horas, enquanto P. putida não apresentou crescimento celular em nenhuma das condições de hidrólise avaliadas. Palavras-chave: Pectina. Hidrólise. Poligalacturonase. Poli-hidroxialcanoatos.
doaj:1374499a305643a8bac87e84aba481d1 fatcat:2fexdiuupvdoxjq7mqgxobsaxu