A Avaliação Prática em Consulta na Unidade Curricular de Medicina Geral e Familiar no Ano Letivo de 2017-2018

Luiz Miguel Santiago
2020 Revista ADSO  
Introdução O ensino da Medicina em Pré-Graduado deve preparar o aluno para o que, em termos profissionais, ele mais tarde virá a encontrar, sendo necessário que os seus professores/tutores sejam modelos adequados aos objetivos pretendidos. E há, certamente muitas formas de produzir bom ensino médico. 1 Em simultâneo o ensino deve, preferencialmente em situação de "em prática" e na área da Medicina Geral e Familiar: 2-12 Dar ao aluno as necessárias ferramentas e fazê-las aplicar para o melhor
more » ... ar para o melhor desempenho da futura profissão; Ensinar a utilizar todos os conhecimentos numa perspetiva integradora prática de resolução de casos; Ter em mente a Medicina Centrada na Pessoa; Transmitir a perspetiva do trabalho em gestão crónica de doença; Mostrar o contraste entre a situação aguda e a situação de patologia isolada crónica, assim como a prevenção em contraste com a imediata terapêutica; Dar a noção da necessidade de saber lidar com o crónico e como percecionar a pressão do agudo; Expôr à prática da gestão da multimorbilidade; Aprimorar suas capacidades de comunicação, treinar a vertente empática e as aptidões de capacitação e empoderamento da pessoa que o consultará; Fornecer a perspetiva do trabalho em equipa; Passar o conhecimento mais sólido a ser aplicado; Fazer adquirir atitude crítica perante a sua prática; Praticar segundo definição da Especialidade, em particular as suas competências nucleares das quais destacaremos: A gestão de cuidados primários, A prestação de cuidados centrados na pessoa, A aquisição de aptidões específicas para a resolução de problemas, A abordagem abrangente, A orientação comunitária e, A abordagem holística.
doi:10.35323/revadso.7102019152 fatcat:u4jomqikd5awppfcb6lwjup5im