Structure and dynamics of the periphytic algae community of Iraí reservoir, Paraná State, Brazil

Liliana Rodrigues, Carina Moresco
2010 Acta Scientiarum : Biological Sciences  
Structure and dynamics of the periphytic algae community of Iraí reservoir, Paraná State, Brazil Acta Scientiarum. ABSTRACT. In order to analyze the structure and dynamics of the periphytic community in Iraí reservoir, an eutrophic environment, samples were taken in two seasons: summer (April) and winter (September) of 2002, in littoral areas from three regions of the reservoir (upper, intermediary and lower). Rooted aquatic vegetation were used as sampling substrates, because they were found
more » ... e they were found in all sampling sites. A total of 297 species was recorded (225 in April, 73 exclusive taxa; and 224 in September, with 72 exclusive taxa). Bacillariophyceae predominated in all regions in both seasons, in species number, as well in density. There were differences in richness among zones; intermediary and lower regions were more similar, mainly in September. The periphytic algae density differed significantly between seasons (p = 0.002; F = 16.48), with lower values in the summer. No significant difference in density was recorded among zones. RESUMO. Estrutura e dinâmica da comunidade de algas perifíticas no reservatório de Iraí, Estado do Paraná, Brasil. Para analisar a estrutura e a dinâmica da comunidade de algas perifíticas no reservatório de Iraí, um ambiente eutrofizado, foram feitas coletas em duas estações: verão (abril) e inverno (setembro) de 2002, sempre na zona litorânea de cada uma das três regiões do reservatório (superior, intermediária e inferior). O substrato utilizado foi vegetação aquática, por estar presente em todos os pontos de amostragem. Foram registradas 297 espécies, das quais 225 foram constatadas no verão, sendo 73 exclusivas desta estação e 224 no inverno, das quais 72 foram encontradas apenas nesta estação. Observou-se predomínio de Bacillariophyceae em todas as regiões e em ambas as estações do ano, tanto para o número de táxons, quanto para a densidade. Com relação à riqueza, a distinção entre as zonas e as regiões intermediária e inferior foram mais similares quando comparadas à região superior, principalmente no inverno. No que diz respeito à densidade das algas perifíticas foi observada diferença significativa entre as estações (p = 0,002; F = 16,48), com os menores valores no verão e maiores no inverno. Não houve diferença significativa entre as regiões do reservatório. Palavras-chave: reservatório, perifiton, riqueza, abundância.
doi:10.4025/actascibiolsci.v32i1.3764 fatcat:km6eadz6urcpzieccfmvqfom3q