La Red de Familiares contra la Tortura y otras Violencias Estatales (CPM): sangre y reencantamiento del activismo

Matias Javier Aparicio
2020 Século XXI: Revista de Ciências Sociais  
Em fevereiro de 2017, foi constituída a Rede Familiar contra a Tortura e outras Violências de Estado, que reúne um amplo e diversificado grupo de grupos sob a órbita da Comissão Provincial de Memória (Buenos Aires, Argentina). Neste trabalho, problematizamos como diferentes figuras e significados estabelecidos do ativismo das vítimas no campo dos direitos humanos se resignam de repertórios, símbolos e experiências do mundo religioso (católico, neste caso) que enfatizam a própria noção de
more » ... ria noção de "família", "comunidade de sangue" e "militância". Essas tensões e novos sentidos emergentes destacam um processo de reencarnação do ativismo dos direitos humanos, socialmente construído como um espaço secularizado.
doi:10.5902/2236672537556 fatcat:3jib7b57qffahogf35wqyoiltm