Biomassa e estoque de nutrientes em plantios clonais de Eucalyptus saligna Smith. em diferentes idades

Simone Martini Salvador, Mauro Valdir Schumacher, Márcio Viera, James Stahl, Catarine Barcellos Consensa
2016 Scientia Forestalis/Forest Sciences  
Resumo O presente trabalho teve por objetivo, quantificar a biomassa e o estoque de nutrientes de um clone de Eucalyptus saligna em quatro idades no município de Telêmaco Borba -PR. O trabalho foi realizado em povoamentos com idades de 1,1; 3,6; 5,5 e 6,7 anos. As árvores foram separadas nos componentes: folhas, galhos, casca e madeira do tronco, coletando-se uma amostra representativa de cada fração. A biomassa total encontrada foi de 37,35; 190,03; 227,12 e 249,49 Mg ha -1 nas idades de 1,1;
more » ... nas idades de 1,1; 3,6; 5,5 e 6,7 anos respectivamente. Os componentes madeira e casca correspondem a 89% da biomassa total de Eucalyptus saligna aos 6,7 anos. No componente folha foi observado a maior concentração de N, P e K. Já os maiores teores de Ca foram registrados nos galhos e casca. Os resultados apontam ainda, elevadas quantidades de nutrientes na biomassa de madeira e casca em todas as idades, principalmente K e Ca. Palavras-chave: biomassa florestal, alocação de nutrientes, silvicultura, eucalipto. Abstract This study aimed to quantify the biomass and nutrient stocks of a Eucalyptus saligna clone in four ages in the municipality of Telêmaco Borba -PR. The study was conducted in stands with 1.1; 3.6; 5.5 and 6.7 years. The trees were cut and separated into components: leaves, twigs, bark and wood of the trunk, by collecting a representative sample of each component. The total biomass found was 37.35; 190.03; 227.12 and 249.49 Mg ha -1 at the ages of 1.1; 3.6; 5.5 and 6.7 years respectively. The wood and bark components account for 89% of the total biomass of Eucalyptus saligna to 6.7 years. The results show high amounts of nutrients in biomass, especially Ca and K. The component leaves had the highest concentration of N, P and K. The larger Ca concentrations were registered in the branches and bark. a pluviosidade alcança cerca de 1.184 mm anuais com média do mês mais quente a cerca de 27° C e do mês mais frio em torno de 13° C (Figura 1) (SIMEPAR, 2013). AGRADECIMENTOS Agradecemos à empresa Klabin, unidade Monte Alegre, pelo apoio dado ao desenvolvimento do projeto concedendo a área particular para estudo e pelo apoio logístico-financeiro.
doi:10.18671/scifor.v44n110.04 fatcat:ahmjkq45ozb7hl374veiodjx2a