AVALIAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA EM CÃES PORTADORES DE LINFOMA

Osimar de Carvalho Sanches, Rogério Giuffrida, Liliane Giroto Pereira, Paula Keiko Anadão Tokawa, Vanessa Cristina Pereira
2013 Colloquium Agrariae  
RESUMO O linfoma é denominado por uma proliferação neoplásica de linfócitos envolvendo órgãos linfóides sólidos. Pode ser classificada de alto, médio ou de baixo grau. Representando 90% das neoplasias do sistema hematopoiético nesta espécie, acomete com mais freqüência cães de raças de grande porte ou médio, como Boxer, Basset Hound, Rottweiler, Cocker Spaniel, São Bernardo, Golden Retriver, entre outros. O presente estudo tem como objetivo avaliar os dados quanto ao padrão racial, sexual e
more » ... e dos pacientes portadores de linfoma atendidos pelo serviço de patologia animal do hospital veterinário da Universidade do Oeste Paulista. Quanto ao padrão racial os animais sem raça definida (SRD), foram os que apresentaram maior incidência, já quanto ao sexo a maior ocorrência foi das fêmeas. Os cães idosos foram mais acometidos pelo linfoma. O presente estudo faz parte de um projeto registrado com o Nº 1224 (CAPI). Palavras-chave: Linfoma Canino, AgNOR, Proliferação 1-INTRODUÇÃO O linfoma é uma neoplasia maligna de linfócitos que se caracteriza pela proliferação clonal de linfócitos, tendo como sítios iniciais os órgãos linfóides sólidos como baço, linfonodos, medula óssea e timo. Contudo, pode se desenvolver em praticamente qualquer órgão, pela contínua migração dos linfócitos pelos diferentes tecidos do organismo. Essa é a neoplasia hematopoiética mais freqüente em cães, correspondendo cerca de 5-10% de todas neoplasias que acometem os cães (DOBSON e GORMAN
doi:10.5747/ca.2013.v09.nesp.000125 fatcat:eiqlqcojlff6zpttwdoclgudpq