O automóvel como não lugar: construindo um significado para o fetiche da mercadoria, do jornalismo esportivo ao jornalismo automotivo

Sergio Robinson Quintanilha
2020 Alterjor. Jornalismo popular e alternativo  
O significado do automóvel foi reconfigurado pelas corridas de carro e depois pelo fordismo, acentuando o valor simbólico que carrega como mercadoria. Utilizando conceitos de fetiche em Marx e de supermodernidade em Augé, o autor passeia pelas relações do automóvel com o espaço para mostrar a divisão que houve no jornalismo especializado em carros. Na sociedade do excesso, enquanto o jornalismo esportivo cobre o automobilismo, que ele mesmo inventou, ao jornalismo automotivo cabe decifrar a
more » ... cabe decifrar a ressignificação do automóvel.
doi:10.11606/issn.2176-1507.v22i2p317-336 fatcat:hcjefq37xndwdpqqi7a3o2gvge