Do eterno religioso do homem e das suas variações no tempo (um apontamento)

Jorge Coutinho
2021
Do eterno religioso do homem e das suas variações no tempo (Um apontamento) 1 Com razão escreveu Vergílio Ferreira: «A zona primordial em que nos defrontamos com o nústério é uma zona de silêncio. Quando a palavra surge, já estamos longe.» (Invocação ao meu corpo, 3a ed., Bertrand Editora, Venda Nova, 1994, p. 219). Por isso a razão filosófica é já uma razão segunda, posterior e pressupondo a razão primeira do espanto (cf. ibid., p. 217). 2 Do verbo fari,fassus sum (falar).
doi:10.34632/theologica.2003.10602 fatcat:bykv3nm74nhdfb5i5bw6sqcdxm