Avaliação do peptídeo natriurético tipo B (BNP) após transplante cardíaco pediátrico [thesis]

Cristina de Sylos
DEDICATÓRIA À Maria de Castro Belluti, minha avó, (in memoriam) pelos exemplos em vida de fé, humildade, amor e dedicação, estimulando precocemente meu interesse pela leitura e pela ciência. Aos meus filhos Clarisse e Vinicius, razão do meu viver, que iluminam os meus dias com os seus sorrisos e me fazem acreditar que vale a pena lutar por um mundo melhor. Aos pacientes transplantados e seus familiares, pelo carinho, confiança e respeito: -vocês me ensinaram o verdadeiro valor da palavra vida;
more » ... r da palavra vida; e, aos parentes dos doadores, exemplos de amor e desprendimento, por tornarem possível a continuidade destas nobres vidas. Muitas pessoas foram direta ou indiretamente importantes na elaboração desta tese, impossível citar todos, difícil selecionar os principais, afinal todos foram muito importantes, por isso muito obrigada à todos os amigos e pessoas que estiveram presentes nesta fase tão importante para o meu crescimento pessoal e científico. À equipe de hemodinâmica, especialmente à enfermeira Vilmeire, Dr Kajita, Dr Rogério, Dra Grace, pela atenção e colaboração na coleta dos exames. Aos médicos, Dra Vera e Dr Luis Benvenutti e aos funcionários do serviço de patologia (Wagner e Luis), pela análise das biópsias e divulgação do material. Minha admiração e respeito. À equipe técnica do laboratório do Incor, especialmente à Marli, responsável pelas dosagens de BNP, pelo profissionalismo e atenção. Aos médicos do setor de ecocardiografia, especialmente ao Dr Vitor, Dra Gláucia e Dra Cláudia pela realização dos exames e pela disponibilidade na avaliação dos pacientes transplantados. Ao grupo de médicos, enfermeiros, auxiliares, secretárias e equipe multidisciplinar do Instituto do Coração, Instituto da Criança e Hospital da Clínicas por auxiliarem na minha formação. Ao Dr Antonio Augusto Lopes pelo apoio e incentivo constante para o desenvolvimento científico do serviço. Arlindo Riso, Jaqueline e à equipe de transplante pediátrico. Ao Dr Cláudio Leone pela contribuição na análise estatística e pelas valiosas opiniões. Ao Dr Ulisses Dória, um verdadeiro mestre, que me auxiliou muito nos momentos finais desta tese. À Vera Wengrill pela atenção e revisão final da tese. À Dra Evelinda pela revisão do abstract. À Klébia Castello Branco, minha amiga e colaboradora na jornada da pósgraduação. Aos Doutores Pereira Barreto, Roney, Múcio e Marcelo Jatene, pelo auxílio nas fases de pré-qualificação e qualificação. Sou eternamente grata. À Terezinha, pelo carinho dedicado aos meus filhos durante este período. E, aos meus familiares e amigos, pelo carinho e incentivo constante, mesmo quando distantes.
doi:10.11606/t.5.2008.tde-28012009-132750 fatcat:hkjhx7vlobac7eem7fyqsp6iha