Influência do cromo no desempenho, na qualidade da carne e no teor de lipídeos no plasma sanguíneo de frangos de corte

Luciana Maria Garcia de Souza, Alice Eiko Murakami, Jovanir Inês Müller Fernandes, Rafael Lachinski de Holanda Guerra, Elias Nunes Martins
2010 Revista Brasileira de Zootecnia  
Avaliou-se o efeito da suplementação de cromo na dieta sobre o desempenho, o rendimento de carcaça, a qualidade da carne, o teor de colesterol no peito e os parâmetros bioquímicos do sangue de frangos de corte. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com cinco níveis de tripicolinato de cromo (0, 150, 300, 450 e 600 µg/kg de cromo) e seis repetições de 50 aves por unidade experimental. A utilização do tripicolinato de cromo não teve efeito no desempenho dos frangos
more » ... empenho dos frangos de corte. Os níveis de cromo não influenciaram o rendimento de carcaça nem o pH do peito dos frangos aos 42 dias de idade. Em avaliação da composição de matéria seca, proteína bruta e extrato etéreo da carne de peito, apenas a porcentagem de extrato etéreo foi influenciada, e de forma quadrática, pelos níveis de cromo na dieta. O nível de 218,2 µg de cromo diminuiu a porcentagem de extrato etéreo em 7,03 em comparação à ausência de cromo. A suplementação de cromo nas dietas não influenciou o teor de colesterol total na carne do peito, mas alterou os níveis de HDL aos 14 dias de idade e os de VLDL e os triglicérides aos 21 dias de idade. A suplementação dietética de cromo não influenciou o desempenho e rendimento de carcaça. Níveis entre 218,2 e 360,3 ìg de cromo interferem no teor de gordura da carne e nos níveis de lipídeos do sangue dos frangos de corte.
doi:10.1590/s1516-35982010000400016 fatcat:hjbq2xlhy5g45l2g47bybmgc4e