Mortalidade por todas as causas e por doenças cardiovasculares em três estados do Brasil, 1980 a 2006

Gabriel Porto Soares, Júlia Dias Brum, Gláucia Maria Moraes de Oliveira, Carlos Henrique Klein, Nelson Albuquerque de Souza e Silva
2010 Revista Panamericana de Salud Pública  
Objetivo. Avaliar a mortalidade por todas as causas e por doenças do aparelho circulatório (DAC), doenças isquêmicas do coração (DIC) e doenças cerebrovasculares (DCBV) de 1980 a 2006 no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e em suas capitais, considerando o impacto dos óbitos por causas mal definidas. Métodos. Os dados de população e óbitos foram obtidos no Banco de Dados do Sistema Único de Saúde. As taxas de mortalidade para as doenças de interesse e para as causas mal definidas
more » ... ajustadas pelo método direto para adultos acima de 20 anos. Como as taxas por causas mal definidas no Rio de Janeiro aumentaram muito a partir de 1990, foram estimados percentuais de mortalidade proporcional por causas mal definidas. Empregaram-se modelos de regressão linear para análise das tendências. Resultados. Observou-se uma queda relevante da mortalidade por todas as causas nos três estados e capitais. O Rio de Janeiro e sua capital apresentaram taxas mais elevadas. A mortalidade por DAC apresentou queda mais acentuada do que a mortalidade por todas as causas. A mortalidade proporcional por causas mal definidas no Estado do Rio de Janeiro e sua capital superou aquela das demais localidades a partir de 1990. A mortalidade por DCBV apresentou declínio, mais acentuado no Estado do Rio de Janeiro e sua capital. O Estado do Rio de Janeiro apresentou também taxas de mortalidade mais elevadas por DIC até 1993. Entre as capitais, São Paulo apresentou a partir de 1992 as taxas mais elevadas de mortalidade por DIC. Conclusão. A queda da mortalidade por todas as causas se deveu principalmente ao declínio da mortalidade por DAC. A queda da mortalidade por DAC se deveu em parte à redução da mortalidade por DCBV, notadamente no Estado do Rio de Janeiro. Mortalidade; causas de morte; doenças cardiovasculares; isquemia miocárdica; transtornos cerebrovasculares; epidemiologia; Brasil. RESUMO Na Europa, as taxas de mortalidade por todas as causas têm apresentado redução desde o século XVIII. Na Inglaterra, no século XIX, ocorreu queda de três quartos na taxa de mortalidade geral (1). Da mesma forma, a partir do final da década de 1950, iniciou-se nos países industrializados um declínio da mortalidade por doenças do aparelho circulatório (DAC), as principais causas de morte Palavras-chave Investigación original / Original research Soares GP, Brum JD, Oliveira GMM, Klein CH, Souza e Silva NA. Mortalidade por todas as causas e por doenças cardiovasculares em três estados do Brasil, 1980 a 2006. Rev Panam Salud Publica.
doi:10.1590/s1020-49892010001000004 pmid:21152713 fatcat:h6dteqbstvazrfzfhcqctarbay