FISIOTERAPIA BASEADA EM EVIDÊNCIAS: NÍVEL DE CONHECIMENTO DOS ACADÊMICOS DE FISIOTERAPIA DE UMA INSTITUIÇÃO DO NOROESTE PAULISTA

Roberta Fernandes DAL RI, Vinícius Souza QUIRINO, Thaisa Fernanda Queiroz SOUZA, Marilda Duran LIMA
2020 REVISTA FUNEC CIENTÍFICA - MULTIDISCIPLINAR - ISSN 2318-5287  
A Prática baseada em evidências (PBE) é considerada a maneira mais eficaz e eficiente para a tomada de decisões, levando em consideração o embasamento teórico, o paciente e a experiência do fisioterapeuta. Assim, este trabalho tem por objetivo investigar o nível de conhecimento dos alunos do 6º e 8º termos, do curso de Fisioterapia de uma instituição do noroeste paulista, sobre prática baseada em evidências. Para isso, utilizou-se como instrumento de coleta de informações um questionário
more » ... questionário composto por 7 questões. Dos 85 acadêmicos matriculados, 66 (78%) participaram da pesquisa. A maior parte dos participantes (82%) expressou não possuir conhecimento sobre PBE. Também verificou-se que os acadêmicos não tinham entendimento sobre o método para a formulação de uma pergunta clínica, assim como muitos não possuem conhecimento de bases de dados confiáveis ou para escolher e avaliar artigos. Baseando-se nos resultados obtidos conclui-se que os alunos da instituição examinados apresentaram limitação ao conhecimento em relação aos princípios da PBE. EVIDENCE-BASED PHYSIOTHERAPY: KNOWLEDGE LEVEL OF PHYSIOTHERAPY SCHOLARS FROM AN INSTITUTION IN NOROESTE PAULISTA ABSTRACT The evidence-based practice (EBP) is considered the most efficient and effective way to make decisions, taking into consideration the theoretical background, the patient, and the practitioner's experience. Thus, this paper aims to probe the knowledge level of the students about evidence-based practice, from the sixth and eighth semester scholars at a School of Physical Therapy in an institution in Noroeste Paulista. To this end, a questionnaire consisting of seven questions was used as an instrument to collect data. In this survey 66 (78%) out of 85 enrolled scholars answered the questionnaire. Most participants (82%) demonstrated that they did not have knowledge of EBP. It was also identified that scholars did not have an understanding of how to pose a clinical question, as well as many of them, did not have knowledge of a reliable database, or how to screen and evaluate articles. Based on the results we obtained, it was concluded that scholars in an Institution demonstrated limitations regarding knowledge about EBP principles. Keywords: Evidence-based Practice. Evidence-Based Physical Therapy.
doi:10.24980/rfcm.v9i11.4033 fatcat:ajystdvainfz3hmwujchn6ylx4