Características do componente forrageiro em sistemas silvipastoris

Albert José Dos Anjos, Carla Silva Chaves
2021 Scientific Electronic Archives  
Os sistemas silvipastoris (SSP), modalidade dos sistemas agroflorestais, referem-se às técnicas de produção nas quais se integram animais, plantas forrageiras e árvores em uma mesma área. A forrageira e seu manejo são aspectos importantes desse sistema. Assim, objetivou-se com esta revisão analisar os aspectos produtivos, morfológicos, nutritivos e botânicos de pasto em sistema silvipastoril. Em regra, a maior incidência de luz solar causa o aumento de taxa fotossintética da planta e, portanto,
more » ... o acúmulo de massa seca de forragem. Gramíneas cultivadas sob sombra, apresentam maiores teores de proteína bruta (PB) e maiores concentrações de nitrogênio não-protéico, e de maneira geral os teores de fibra insolúvel em detergente neutro e em detergente ácido (FDN e FDA), aumentam em forrageiras sobre sombreamento. O sombreamento influencia positivamente as taxas de alongamento de folhas e colmos, bem como o comprimento final das lâminas foliares. Com a redução da quantidade de radiação incidente em sistema silvipastoril, ocorrem mudanças nas características espectrais da luz solar, com aumento da radiação difusa, que por ser multidirecional, torna-se também eficiente, devido à melhor penetração no dossel vegetal. As árvores do sistema silvipastoril podem exercer grande influência sobre a forrageira utilizada, em razão do sombreamento. Práticas de manejo devem ser adotadas com o intuito de manter uma suficiente produção de matéria seca, com elevado valor nutritivo, garantindo a alimentação dos animais em todos os períodos do ano, sem comprometer a persistência da forrageira ao longo dos anos.
doi:10.36560/14320211239 fatcat:yowbckrpzzaztloqxls3qqymja