ANÁLISE CLÍNICA E EPIDEMIOLÓGICA DE ACIDENTES DE TRABALHO COM PROFISSIONAIS DA ÁREA DA SAÚDE

Israel Nunes Alecrin, Thais Júlio Pacheco, Giovanni Marchiori Cypriano, Tatiana Laender Gomide Leite, Arthur Fontenelle Fittipaldi, Vinícius Andretti Zeferino, Viviane Katerine Moreira Dos Santos
2019 Revista Científica da Faculdade de Medicina de Campos  
No ambiente hospitalar os acidentes de trabalho estão relacionados a vários fatores de risco. Neste ambiente atuam trabalhadores diversificados e os acidentes estão vinculados ao desempenho e às condições laborais. Objetivo: Realizou-se uma análise os fatores clínicos e epidemiológicos de acidentes de trabalho com profissionais da área de saúde no Hospital Ferreira Machado em Campos dos Goytacazes, RJ, no período de junho de 2010 a junho de 2011. Métodos: O estudo foi desenvolvido utilizando o
more » ... lvido utilizando o delineamento de estudo com coleta de dados de interesse a partir de notificação de acidentes de trabalho ocorridos entre junho de 2010 a junho de 2011 e registrado em ficha com as variáveis de interesse. Os dados foram analisados através de estatística indicada para os tipos de variáveis do estudo. Identificaram-se todas as fichas de Comunicação de Acidentes de Trabalho (CAT) emitidas no período considerado totalizando 37 notificações. Resultados: Tiveram-se como principais características demográficas: sexo feminino (89,2%); solteira (45,9%); na faixa etária de 41 a 60 anos (75,6%) e pertencentes à categoria de auxiliar de enfermagem (70,3%). Em relação à caracterização dos acidentes, predominaram os acidentes típicos (89,2%); causados por objetos perfuro cortantes (54,1%); atingindo os membros superiores (75,7%); em sua maioria no turno da manhã (48,6); no intervalo das quatro primeiras horas trabalhadas (51,4%); e os setores com maior ocorrência de lesão foram Pronto Socorro (13,5%) e Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (10,8%). Concluiu-se que os acidentes de trabalho foram típicos, causados por objeto perfuro cortantes, atingindo membros superiores e de ocorrerem nas primeiras horas de trabalho.
doi:10.29184/1980-7813.rcfmc.271.vol.14.n1.2019 fatcat:vuv6gpdzf5etlll5uzvwicvkzm