[ID 50901] ANÁLISE DE UMA EPIDEMIA DE DENGUE: A TRIAGEM COMO INSTRUMENTO DE REDUÇÃO DE DANOS

Maria Augusta Coutinho de Andrade Oliveira, Rodrigo De Barros Freitas, Luciana Moreira Lima, France Araújo Coelho, Wellington Segheto, Filipe Moreira de Andrade
2020 Revista Brasileira de Ciências da Saúde  
Objetivo: Realizar a análise de uma epidemia de dengue por meio da aplicação de um instrumento específico para triagem de pacientes em um serviço ambulatorial de atendimento exclusivo do sistema de saúde Ubá/MG. Metodologia: Estudo transversal e observacional. Os dados foram obtidos a partir da análise de prontuários, mais especificamente a ficha de acolhimento e triagem. Resultados: Do total dos indivíduos analisados (1260), observou-se que 72,8% foram identificados como sintomáticos para a
more » ... gue e 43,4% apresentaram sinais de alarme. Observou-se que a média de dias em que os pacientes procuraram auxílio no serviço de atendimento exclusivo para a dengue foi de 3 dias, após o início dos sintomas. A mialgia e a cefaleia foram os sinais clínicos, respectivamente, que estiveram presentes em todas as faixas etárias, em maior número de pacientes. Conclusão: O instrumento utilizado no estudo revelou-se uma ferramenta eficaz para o enfrentamento de novas epidemias de dengue na região, sendo necessária a atenção aos sinais de alarme mais frequentes, a não subestimação dos sinais e sintomas de doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti, garantindo que os óbitos sejam evitáveis. A existência de um instrumento que direcione o gerenciamento do paciente, de acordo com as diretrizes do Ministério da Saúde, em vez de decisões individualizadas, poderá direcionar os recursos de saúde e evitar hospitalizações/observações desnecessárias, as quais, geralmente, sobrecarregam os sistemas de saúde, especialmente durante surtos.
doi:10.22478/ufpb.2317-6032.2020v24n3.50901 fatcat:5dswczgspves5dfo54fb7yn2di