Corpo, percepção e valor no pensamento curatorial contemporâneo

Icaro Ferraz Vidal Junior
2019 Novos Olhares  
Este artigo parte de algumas transformações nos estatutos do corpo, do espaço e do tempo, formuladas a partir da hegemonia do cubo branco na configuração espacial das exposições de arte. Lançando mão dos conceitos de medialidade, de Müller e Felinto, de iconofagia, de Baitello Jr., e de aura, de Benjamin, propomos investigar genealogicamente as exposições de arte em suas intersecções com uma paisagem mediática mais abrangente, na qual a proliferação das imagens produz profundas alterações nos
more » ... as alterações nos estatutos da percepção e do valor.
doi:10.11606/issn.2238-7714.no.2019.162026 fatcat:olrc4nra2zcshpyg5j3imd5t3e