Avaliação do posicionamento de parafusos subcondrais utilizados em placas para tratamento das fraturas distais do rádio

Danielle Tiemi Simão, Fernanda do Carmo Iwase, Fernando Munhoz Moya, Marcos Hideyo Sakaki, Arnaldo Valdir Zumiotti
2008 Acta Ortopédica Brasileira  
As fraturas distais do rádio são as mais freqüentes do membro superior. São classificadas em estáveis e instáveis. As instáveis requerem tratamento cirúrgico. Não está definido na literatura qual o melhor método de fixação, mas existe atualmente uma tendência à utilização das placas com parafusos bloqueados. Um dos aspectos técnicos importantes é o posicionamento dos parafusos distais junto ao osso subcondral, proporcionando suporte mais adequado. A avaliação da localização desses parafusos é
more » ... esses parafusos é feita com radioscopia e radiografias, mas freqüentemente existem dúvidas quanto ao correto posicionamento. Os objetivos deste estudo são: avaliar se é possível determinar com precisão por meio de radiografias, a localização dos parafusos distais no rádio e se a experiência do avaliadorinfluencia nesta análise. Foram utilizados punhos de cadáveres. Cada rádio recebeu três parafusos junto à superfície articular distal. Por meio de incidências radiográficas clássicas e anguladas, médicos especialistas e não-especialistas em cirurgia da mão avaliaram a posição de cada parafuso, se intra ou extra-articular. Os índices de acerto foram submetidos à análise estatística.As radiografias provaram ainda ser um bom método de avaliação, não havendo melhora da precisão na localização dos parafusos com as incidências anguladas. A experiência profissional do avaliador não teve influência nos resultados.
doi:10.1590/s1413-78522008000500004 fatcat:fvh7fbrfyzf3zeh6re2drjucoe