Revista Santa Catarina em História-Florianópolis-UFSC-Brasil ISSN 1984-3968

Anderson Francisco, Floriani Voltolini
2009 unpublished
Resumo: A questão de limites de terras entre os Estados de Santa Catarina e Paraná tem seu início no desmembramento dessa Comarca da Província de São Paulo em 1853. Entretanto, a partir dos anos de 1900, essa discussão se mostra mais presente nos relatórios apresentados aos Congressos Legislativos de cada estado. O interesse por aumentar sua influência e arrecadação de impostos gera conflitos por uma área limítrofe ocupada essencialmente por pobres camponeses. A intenção desse artigo é
more » ... as discussões travadas entre os governantes desses estados, a fim de refletir sobre a maneira que legitimavam seu discurso de defesa das terras contestadas. Abstract: The question of land limits between the States of Santa Catarina and Paraná begins in the dismembering of this district from the province of São Paulo in 1853. However, from 1900, this debate shows more present in the reports presented to the Legislative Congress of each State. The interest in increasing their influence and tax revenue generates conflicts over a border area occupied mostly by poor peasants. The intention of this article is to describe the discussions between the two governors, and the way they legitimized its speech on the defense of the contested lands. The question of land limits between Santa Catarina and Paraná: an analysis of the governors messages from 1900 to 1916 O presente artigo é uma reflexão sobre a discussão travada entre os governadores de Santa Catarina e do Paraná com relação a questão de limites entre os dois estados no período de 1900 à 1916. Para isso, utilizei-me das mensagens que cada governador apresentava ao Congresso Legislativo de seu estado, como uma síntese anual da situação de todo o governo. Considerei estas fontes as mais adequadas, pois pretendo observar os embates e razões que cada um dos governantes utilizaram para legitimar a posse do território contestado. A questão dos limites é presente ao momento da Guerra do Contestado (1912-1916), um dos mais importantes movimentos populares da Primeira República. Esse tema será recorrente nas mensagens citadas, principalmente após o ano de 1913. Entretanto, a Guerra do Contestado não é o objeto principal deste artigo, uma vez que a questão de terras, naquele momento, interessava mais aos proprietários de terra do que aos caboclos, os principais atores da Guerra.
fatcat:ch5dsusxbrberbj6yd2u4req3i