O CLUBE DE LEITURA COMO ESTRATÉGIA PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES LEITORES

Fernanda De, Araújo Frambach
unpublished
RESUMO Tendo em vista a potencialidade da literatura vivenciada a partir de uma abordagem dialógica, este artigo apresenta algumas considerações sobre propostas de espaços de socialização de leituras como estratégia para a formação de leitores. Apresenta ainda um breve relato da proposição desta ação com um grupo de professores mediadores de leitura no município de Niterói, no estado do Rio de Janeiro. Palavras-chave: literatura; formação de professores; clube de leitura Uma sociedade justa
more » ... sociedade justa pressupõe o respeito dos diretos humanos, e a fruição da arte e da literatura em todas as modalidades em todos os níveis é um direito inalienável. Antônio Candido, 1995. A epígrafe escolhida para iniciar este texto nos conduz a olhar para a Literatura enquanto um direito fundamental de todos por ter um papel humanizador. De acordo com Bakhtin (2014), a Literatura é uma cadeia que sujeitos e gêneros múltiplos povoam, entrecruzando-se de modo vivo, tornando-se um espaço-tempo de valores expressivos para abordar a arte e a vida, estabelecendo como eixo central a relação entre o eu e o outro. Isso porque nos permite vivenciar outras histórias além da nossa e por isso nos auxilia a compreender as diferenças e as semelhanças que existem entre todos nós, e assim, estimula a sensibilização da consciência, ampliando nossa capacidade e interesse de analisar o mundo. Às vezes, é como o reflexo do rio que possibilita nos conhecermos melhor. Ou como a canoa para espiarmos a vida dos outros e podermos compreendê-los, vendo-os de longe. Em ambos os casos, desempenha um papel fundamental para a construção da vida, individual e em sociedade. Contudo, a literatura é uma experiência a ser realizada e esta se concretiza nos atos de leitura. Para Bakhtin (2014), apenas o contato com a obra artística não é suficiente. Nas palavras do autor russo:
fatcat:nmcvmedrcbcfvgqyt3wcflqady