UMA PEDAGOGIA PARA OS ÍNDIOS: A Política Indigenista de Getúlio no Contexto do Estado Novo (1937-1945)

Márcia Pires Saraiva
2016 Revista Margens Interdisciplinar  
Trabalho e nacionalidade foram ideias recorrentes nos anos do EstadoNovo. Este artigo demonstra que a política Getulista de culto ao trabalho também foi pensada e executada para os índios. Na perspectiva do Estado novista, os índios deveriam deixar de ser índios para se tornarem trabalhadores agrícolas, que cultivassem valores vinculados ao culto a bandeira, a língua nacional e as datas cívicas. O SPI foi o órgão vinculador destas ideias mediante a utilização de um conjunto de ações pedagógicas
more » ... executadas pelos postos indígenas. Estes funcionavam como grandes escolas que com seus trabalhadores – encarregado, mestre-escola e diaristas tratavam de "enquadrar" os índios na nova ordem que surgia. Entretanto, este processo foi conflituoso, pois os índios não ficaram passivos diante desta política como revelam os documentos do órgão. Nestes, há evidências de que os índios continuavam comercializando sua produção com os regatões do Gurupi, prática combatida pelo SPI.Palavras- Chaves: Política indigenista. Estado novo. Índios do Gurupi.
doi:10.18542/rmi.v7i9.2778 fatcat:b6vgzfipqnaijivfyam3ptiqlm