Literatura e violência em um conto de Rubem Fonseca

Matheus B. Bittencourt
2016 Sinais  
A presente leitura do conto O cobrador, de Rubem Fonseca, enfatiza as ambiguidades do narrador. Ao mesmo tempo vítima de uma violência objetiva e agente de uma violência individual, o narrador expressa a sua revolta solitária através da poesia em verso livre e do crime violento contra indivíduos abastados, dos quais ele "cobra" a "dívida social". Sob uma ordem social profundamente desigual e consumista, a poesia e a violência são modos complementares de revolta individual do consumidor frustrado.
more » ... consumidor frustrado.
doaj:a71cdbf6f60446c3aef8f61fab17d1fe fatcat:3hsonea76zdgvdo4klmv6qmhoa