Relacao entre o nivel de atividade fisica estimado pelo Baltimore Activity Scale for Intermittent Claudication e a pedometria em pacientes com claudicacao intermitente

Pollianny Ramos Lopes, Joao Paulo dos Anjos Souza Barbosa, Breno Quintella Farah, Marcel da Rocha Chehuen, Gabriel Grizzo Cucato, Nelson Wolosker, Claudia Lucia de Moraes Forjaz, Raphael Mendes Ritti Dias
2013 Jornal Vascular Brasileiro  
CONTEXTO: Os pacientes com claudicação intermitente apresentam níveis reduzidos de atividade física. A Baltimore Activity Scale for Intermittent Claudication (BASIC) foi validada para quantificar o nível de atividade física destes pacientes. No entanto, esta validação se baseou em apenas dois dias de monitoramento com acelerômetros, de modo que ainda permanece incerto se a BASIC fornece informações sobre os níveis de atividade física semanal. OBJETIVO: Analisar a correlação entre o nível de
more » ... idade física estimada pela BASIC e o nível obtido pelo pedômetro em uma semana, em pacientes com claudicação intermitente. MÉTODOS: Foram estudados 150 pacientes com claudicação intermitente, com idade entre 30 e 80 anos. Foram obtidos os dados sociodemográficos e verificada a presença de comorbidades e de fatores de risco cardiovascular, e a BASIC. O pedômetro foi utilizado por sete dias consecutivos, sendo a análise feita em três diferentes períodos de monitorização (todos os dias, dias da semana e do fim de semana). RESULTADOS: Foi observada correlação entre a BASIC e a média de passos de todos os dias (rho=0,343; p<0,001), dos dias de semana (rho=0,336; p<0,001) e dos dias do final de semana (rho=0,317; p<0,001). CONCLUSÃO: Em pacientes com claudicação intermitente, o nível de atividade física estimado pela BASIC se correlaciona com o nível de atividade física semanal.
doi:10.1590/jvb.2013.035 fatcat:iuzkjqsfwvfjtjbk2yzfdomm5m