Adapting pesticides effect studies to stingless bees: a colony level feeding study with Melipona quadrifasciata [thesis]

Camila Camata Santos
AGRADECIMENTOS Agradeço à minha orientadora Astrid de Matos Peixoto Kleinert, por sempre confiar e acreditar no meu trabalho, e pelos conselhos e orientações, e aos membros do comitê de acompanhamento, Claudia Inês da Silva, Cristiano Menezes e Keith Walters. As sugestões e discussões do comitê e as contribuições das diferentes experiências de cada um, além do entusiasmo com o tema me incentivaram a buscar sempre novos caminhos. À Elisa Pereira Queiroz, Carlos Augusto Martinez e Dênis Pereira
more » ... z e Dênis Pereira Kishimoto pela ajuda em campo dedicada e cuidadosa, sem a qual não seria possível conduzir os experimentos. Ao programa de Science Credibility da Syngenta, que possibilitou o financiamento para o material de campo e verificação analítica. Aos colegas do laboratório de abelhas e professores e funcionários do Instituto de Biociências da USP com quem aprendi muito e que me ajudaram a obter toda a estrutura necessária para este trabalho e para evoluir como pesquisadora. A todos que estiveram no curso de campo em 2017. Vocês fazem parte de quem eu sou hoje como pesquisadora, pois essa experiência intensiva de aprendizado me fez descobrir diversas ferramentas imprescindíveis, conhecer melhor minhas dificuldades e fortalezas e desenvolver habilidades de escrita, comunicação e pensamento crítico e científico, que me fizeram evoluir imensamente. Sou extremamente grata aos professores e monitores que se dedicaram integralmente a nos orientar, ensinar e acompanhar nessa experiência. E aos colegas que estiveram comigo tanto na condução dos trabalhos, quanto nos momentos de descontração, nas risadas ao trabalharmos juntos até tarde da noite, nas trocas de experiências e no apoio paciente com as dificuldades de cada um. Em especial, agradeço ainda mais à Camila Marques, Isabela Rodrigues e Raquel Silva pela amizade que construímos e levamos para além do curso. Aos meus colegas de trabalho na Syngenta, que me incentivaram desde o início a acreditar no desafio de continuar trabalhando e conduzir o mestrado ao mesmo tempo, e que foram pacientes em me apoiar nos momentos de extremo cansaço, de dúvidas e dificuldades. Em especial ao Fábio Conte, Fábio Dias e Carolina Santana, vocês comemoraram comigo cada conquista como se fossem suas próprias. Especialmente também à Ana Cione e Jaime Hernandez, por terem me convencido de que eu seria capaz de seguir esse caminho, e à Helen Thompson pelas infinitas discussões técnicas, conselhos e incentivo, sem os quais eu certamente não teria atingido os objetivos deste trabalho. Aos meus pais e irmãos, que me incentivaram a vida toda a fazer o que amo, independente do que fosse, e nunca duvidaram que eu fosse dar meu melhor e obter sucesso na minha carreira acadêmica e profissional, mesmo quando eu mesma já não acreditava ser possível seguir em frente. Além de lutarem para que eu sempre tivesse as melhores oportunidades possíveis, eles sempre estiveram pacientemente ao meu lado, para que eu não me esquecesse de que tenho todo o apoio do mundo para qualquer coisa. Aos meus amigos e família, que entenderam os fins de semana e noites dedicados ao mestrado, os períodos em que precisei estar mais distante e os momentos de cansaço e impaciência. Independente de qualquer distanciamento ou dificuldade, sempre sinto o orgulho dedicado a mim por vocês, que me dá força para continuar tentando ser melhor a cada dia. Aos colegas Emily Scorge e Gabriel Franco, pelas discussões técnicas que me fizeram aprender imensamente sobre estatística e aprimorar enormemente esse aspecto do trabalho. Às minhas amigas e companheiras de sempre, Daniela Alves de Alvelos e Naomi Nakao, que me deram não apenas apoio quando me sentia perdida, mas também me ajudaram diretamente a encontrar ferramentas e metodologias que me ajudaram a transformar problemas complexos em algo mais simples.
doi:10.11606/d.41.2020.tde-04112019-095823 fatcat:knc3tbgdfjd7rbju4pdbsmeeg4