Serviços de atenção domiciliar: critérios de elegibilidade, inclusão, exclusão e alta

Patrícia Alves Paiva, Yara Cardoso Silva, Nathalia Ferreira Soares Franco, Maria de Fátima Ribeiro Luiz Costa, Orlene Veloso Dias, Kênia Lara Silva
2016 Revista Brasileira em Promoção da Saúde  
Home care services: eligibility, inclusion, exclusion and discharge criteria Servicios de atención domiciliaria: criterios de elegibilidad, inclusión, exclusión y alta RESUMO Objetivo: Descrever os aspectos que envolvem a elegibilidade, inclusão, exclusão e alta na atenção domiciliar na perspectiva de gestores e coordenadores de atenção domiciliar. Métodos: Trata-se de estudo descritivo-exploratório de abordagem qualitativa. Foram realizadas entrevistas com cinco gestores e 17 coordenadores de
more » ... 6 municípios de Minas Gerais entre janeiro e setembro de 2015. Resultados: Os entrevistados afirmaram seguir critérios propostos nas diretrizes nacionais do serviço de atenção domiciliar, com algumas exceções. No que diz respeito à elegibilidade, a maioria dos gestores informa que os pacientes passam por avaliação clínica realizada pelo médico que define se o paciente segue para a atenção domiciliar ou não. Os critérios de inclusão referem-se à avaliação das condições do paciente, a identificação do cuidador, a questão socioambiental, o acesso da equipe e adaptação da residência às necessidades do paciente. Como critérios de exclusão, apontam as condições estruturais do domicílio, a ausência de cuidador e de segurança para os profissionais. A alta é referenciada por critérios de estabilidade clínica e o fim do tratamento. Conclusão: Embora os critérios dos serviços de assistência domiciliar estejam definidos pelo Ministério da Saúde, os gestores e coordenadores abrem exceções na inclusão e alta considerando: a fragilidade da rede para alta e encaminhamento para outro ponto de atenção e a realidade do paciente. A atenção domiciliar deve ser realizada quando as condições clínicas e administrativas do usuário permitam, considerando os critérios de elegibilidade, inclusão, exclusão e alta. ABSTRACT Objective: To describe the aspects involving eligibility, inclusion, exclusion and discharge in home care from the perspective of home care managers and coordinators. Methods: This is qualitative descriptive exploratory study. Interviews were conducted with five managers and 17 coordinators from 16 municipalities of Minas Gerais between January and September 2015. Results: Respondents reported following the criteria proposed in the national guidelines of the home care service, but with some exceptions. With regard to eligibility, most managers reported that patients undergo clinical evaluation performed by the physician who determines whether or not the patient is eligible for home care. Inclusion criteria refer to the assessment of the patient's conditions, the identification of the caregiver, social and environmental issues, team access and adaptation of the home to the patient's needs. Exclusion criteria point to the structural conditions of the home, the lack of caregiver and safety for professionals. The discharge is referenced by clinical stability criteria and the end of treatment. Conclusion: Although home care services criteria are set by the Ministry of Health, managers and coordinators make exceptions to the inclusion and discharge criteria considering: the fragility of the network regarding discharge and referral to another point of care and the patient's reality. Home care should be performed when the clinical and administrative conditions of the user are just right, considering the eligibility, inclusion, exclusion and discharge criteria.
doi:10.5020/18061230.2016.p244 fatcat:sx5xmwlmgbdu3gcy7ot3jgw4v4